Polícia

Acidentes

Recent Posts

Casal é preso com “Super Maconha” em Altamira

quinta-feira, novembro 23, 2017

Uma carga de skank, conhecida como super maconha, avaliada em R$ 1 milhão foi apreendida nesta quarta-feira (22), em Altamira, sudeste do Pará. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), trata-se da primeira apreensão deste tipo de entorpecente na região.


O flagrante ocorreu durante vistoria de rotina. Um microônibus que seguia para Marabá foi abordado pela PRF.


Dentro do veículo, foram encontradas duas malas com 22 quilos da droga. Segundo a polícia, a carga deve ter entrado no coletivo perto do porto de Miritituba. Os suspeitos foram levados para prestar depoimento na Delegacia de Altamira.

Fonte: G1 PA

Homem é morto a tiros em Pacajá

quinta-feira, novembro 23, 2017

A vítima estava próxima a um açougue quando foi morta. Sivaldo Vieira da Silva tinha 37 anos e era conhecido na cidade por “Bode”.


Segundo relatos, ele ainda tentou correr mas foi alcançado perto de uma calçada e executado. A família não soube dizer o motivo do crime.

Segundo a PM, “Bode” já tinha passagens pela delegacia por praticar pequenos furtos e arrombamentos a residências.

O homicídio foi na manhã desta quinta (23), no centro da cidade, a polícia militar esteve no local, o corpo foi removido para necropsia em Tucuruí, a polícia civil já está no caso.

Por Felype Adms | Xingu230

Fazenda atacada pelo MST tem todos os tratores e carros queimados e explodidos com dinamite

quinta-feira, novembro 23, 2017

Proprietários e funcionários de uma fazenda no município de Santa Helena de Goiás (GO) passaram por uma situação de apuros nesta quinta-feira. Com o local ocupado por um agrupamento de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e uma reintegração de posse em vias de ser cumprida, a situação no local saiu do controle durante a noite e funcionários foram feitos de reféns, além de maquinários terem sido destruídos.


Janaína Passos Queiroz, coproprietária da fazenda, conta que a primeira ocupação realizada pelo grupo ocorreu em 23 de agosto do ano passado. “Nossa fazenda fornece cana para uma usina da região e, por isso, eles alegam que a fazenda pertence a essa usina”, relata.


Na época, ela e o marido, Marcio Antônio de Oliveira, juntaram documentações e entraram com processo para que fosse feita a desocupação. Em 1º de outubro ela foi realizada.

Na ocasião, 700 pessoas deixaram a propriedade após a chegada de policiais militares, com homens da Tropa de Choque e da Cavalaria. Apesar do efetivo, todos saíram pacificamente depois de conversarem com um negociador. Mas, a situação não se manteve por muito tempo. “A última barraca foi retirada por volta das 22h. No dia seguinte eles estavam de volta”, relata Janaína.

Ela declara que resolveu esperar que passasse o período de fim de ano para, mais uma vez, entrar com o pedido de reintegração de posse. Novamente o pedido foi acatado pela Justiça e as tropas policiais se deslocaram até o local na última quarta-feira.

“O negociador foi lá e eles prometeram que sairiam pacificamente, sem causar danos à fazenda, aos funcionários ou aos moradores”, conta Janaína. “Eles, inclusive, assinaram um documento atestando isso.”

Com os papéis assinados e a presença da polícia, a previsão era de que até o dia 23 a ordem judicial fosse cumprida sem maiores problemas. Mas não foi isso que aconteceu.

“Quando foi por volta das 18h, o gerente da fazenda ligou e pediu socorro. Eles pegaram quatro funcionários como reféns e puseram fogo no maquinário”, conta. Ela [Janaína Passos] responsabiliza o consumo de álcool pelo ocorrido. “Eles sabiam que iam ter que sair e ficaram bebendo o dia inteiro. Talvez tenham criado coragem, não sei. Mas deu nisso”, lamenta.

O prejuízo ainda não foi contabilizado, mas a produtora ressalta que foi “grande”. Tratores e parte da lavoura foram destruídos. Ninguém ficou ferido.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), quatro pessoas teriam cometido o ato, mas ainda não foram presas. Segundo a corporação, a situação no local segue tranquila e a desocupação deve ser encerrada, conforme o previsto, até quarta-feira.

Mais um homicídio é registrado no município de Medicilândia

quinta-feira, novembro 23, 2017
Na noite desta quarta-feira, 22, em Medicilândia, sudoeste paraense, um homicídio foi registrado. O fato aconteceu na Travessa José Buchanelli, bairro de Vila Nova.



Onanias Soares Ramos estava em casa quando, segundo informações repassadas pela Polícia e colhida no local, um homem numa motocicleta modelo Bros 125 de cor preta com capacete com viseira preta, chegou e disparou pelo menos 5 tiros contra Onanias, ainda não se sabe quantos tiros atingiram a vítima.


Ainda segundo informações o rapaz veio a óbito no local.

Onanias era muito conhecido na cidade pelo apelido de Pimpa. A polícia civil investiga o caso.

Por Edlene Gonçalves | Xingu230

Jatene quer tirar recursos da segurança pública

quinta-feira, novembro 23, 2017
Orçamento do Governo Jatene prevê uma redução de R$ 6 milhões no investimento na PM. Já na Polícia Civil, a redução chega a R$ 47 milhões
(Foto: Agência Pará)
O orçamento do Governo do Estado de 2018 traz um corte de R$ 62 milhões na Segurança Pública. A peça, que ainda precisa passar pelas comissões da Assembleia Legislativa para só então ser votada em plenário, recebeu crítica dos deputados estaduais. Um estudo feito pelo deputado Tércio Nogueira (PROS) identificou que ainda de acordo com a Lei Orçamentária Anual (LOA), ganham um incremento na receita órgãos ligados a políticas sociais, como Ideflor, Cred-Cidadão, Propaz e até mesmo a vice-governadoria.



O remanejamento de valores beneficia ainda os centros regionais de Governo de Altamira, Breves, Itaituba, Marabá, Redenção e Santarém em mais de R$ 4,6 milhões no total. “O governador está tirando dinheiro da Segurança Pública para colocar em frentes onde estão os seus ‘apadrinhados’ que farão politicagem para ele nas eleições de 2018”, acusa Tércio.

O parlamentar cita reduções de R$ 10 milhões para o Corpo de Bombeiros, R$ 6 milhões para a Polícia Militar e outros R$ 47 milhões para a Polícia Civil, comparado com 2017. “Quando tiver delegacia fechada, é por isso. Não dá para entender o que o governador quer. Os batalhões estão caindo aos pedaços, as viaturas estão sem gasolina. Aí depois vai para o noticiário dizer que é o cidadão que se expõe ao risco”, ataca.

Lélio Costa (PCdoB) fala em contrassenso e falta de sensibilidade da gestão estadual. “É desnecessário, não é razoável e não se justifica. A população já passando tanta privação e ainda vai ficar ainda mais em risco do que já está?”, indaga.

Líder do PMDB na Alepa, Iran Lima lembrou que, em todas as visitas que faz ao interior do Estado, ouve o apelo por mais aparato na Segurança Pública para o combate à criminalidade. “Não estamos em condição de cortar nenhum centavo, que dirá para repassar a centros regionais. Vamos nos unir para que esse ponto do projeto da LOA seja modificado”, adiantou.

Presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) da casa e deputado da base aliada ao governador, Júnior Hage (PDT) lembrou que o orçamento ainda está sendo discutido e poderá ser modificado por meio de emendas. “Confio que o parlamento será responsável diante de qualquer corte”, resumiu. A LOA deve ser votada até o dia 20 de dezembro, quando o parlamento estadual entra em recesso.


(Diário do Pará)

Pais de crianças que se beijaram em aniversário podem ser presos e responder a processo criminal

quinta-feira, novembro 23, 2017
Reprodução: TV Cidade SBT
Após um vídeo que mostra um adolescente e um menino de 12 anos se beijando durante a comemoração de aniversário ficou-se a dúvida se os pais do menino de 12 anos podem responder criminalmente pelo ato dos dois meninos.


Segundo a lei Nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente «considera-se criança, para os efeitos desta Lei, a pessoa até 12 anos de idade incompletos, e adolescente aquela entre 12 e 18 anos de idade.


O deputado Marcos Feliciano informou que irá cobrar da polícia a identificação dos pais dos dois meninos para que os pais de ambos sejam levado perante um Juiz da criança e do adolescente para que sejam tomadas as providências.

ASSISTA O VÍDEO AQUI

Segundo o deputado,  o fato mostrado no vídeo configura estrupo de vulneráveis, o vídeo viralizou em todo o Brasil em poucos dias. Segundo o ECA intimidade com menores de 14 anos configura crime de estupro mesmo consentido e nos costumes se trata de pedofilia, mesmo que o agente ativo tenha menos de 18 anos tornando-se ato infracional previsto no ECA.

Assista:

CHEGAMOS AO FUNDO DO POÇO? ANIVERSÁRIO OU ORGIA?
CHEGAMOS AO FUNDO DO POÇO? ANIVERSÁRIO OU ORGIA? ASSISTA, CURTA E COMPARTILHE!
Publicado por Marco Feliciano em Quarta-feira, 22 de novembro de 2017


Com informações do Portal Canal R1
Acidentes (678) Altamira (990) Anapu (48) Belo Monte (222) Belo Sun (13) Brasil (1741) Brasil Novo (640) Celebridades (85) Ciência (184) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (833) Desaparecidos (11) Eleições (200) Esporte (73) Governo Federal (332) Ibama (57) Imprensa (112) Internet (371) Itaituba (171) Justiça (656) Marabá (40) Medicilândia (166) Mundo (803) Música (128) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (41) Pará (825) Placas (44) Polícia (2084) Política (1127) Porto de Moz (25) Religião (542) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (295) Souzel (35) Tecnologia (227) Televisão (358) Transamazônica (349) Tucuruí (45) Uruará (299) Vitória do Xingu (126)

Tecnologia