Polícia

Acidentes

Recent Posts

TRAGÉDIA: AVIÃO CAI EM ITAITUBA E MATA CINCO PESSOAS

segunda-feira, outubro 23, 2017

O acidente aconteceu no final da tarde deste domingo, na ultima Rua do Bairro Vitória Régia, há poucos metros da pista do aeroporto de Itaituba, no sudoeste do estado do Pará.


Pessoas contaram a nossa reportagem que viram a aeronave voando baixo, aparentava algum problema, relatou uma das testemunhas, mas ninguém sabe ainda a real causa do acidente.


O avião bateu em monte de terra e capotou logo em seguida. As vítimas foram foram arremessadas para fora da aeronave, e os corpos dilaceradas pelo impacto. A hélice e o motor foram desmembrados do avião, o motor caiu dentro de terreno após derrubar a parte de um muro.


As cinco pessoas que morreram na queda do avião de pequeno porte, foram identificadas.


As vitimas
Piloto: Diego kroetz, de 23 anos.
Co-Piloto: Everton Marinho “Marabá”.
Advogada: Josenilde Oliveira
Rosalina Metilde Santos Werlan
Belania Dantas Marinho
Com informações de Junior Ribeiro 

Bolsonaro lidera intenção de voto com 26% em Santa Catarina

domingo, outubro 22, 2017
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece em segundo lugar com 18% das intenções de voto; veja os principais resultados
Deputado Jair Bolsonaro (Ueslei Marcelino/Reuters) 
Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas mostra que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) lidera com 26,2% as intenções de voto para presidente entre os eleitores de Santa Catarina. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece em segundo lugar com 18%.

Curte nossa página no Facebook e fique atualizado!

A pesquisa, que ouviu 1.554 pessoas entre os dias 12 e 16 de outubro, traçou dois cenários diferentes: o primeiro com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o segundo com o prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB).

Nas duas situações estimuladas, o deputado federal aparece na liderança na corrida presidencial.

Veja os principais resultados da intenção de voto em Santa Catarina:



Fonte: Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas com 1.554 eleitores de Santa Catarina entre 12 e 16 de outubro de 2017. A margem de erro estimada é de 2,5% para mais ou para menos.

Por Valéria Bretas | Exame

Promotora Eleitoral de Vitória do Xingu, emite parecer à Justiça Eleitoral para cassar a chapa de José Caetano e Murilo Sousa

domingo, outubro 22, 2017
José Caetano e Murilo Sousa
O Ministério Púbico Eleitoral da 18ª. Zona Eleitoral que abrange os municípios de Vitória do Xingu, Altamira e Brasil Novo no Oeste do Pará emitiu parecer favorável na data desta última quinta-feira 19, para cassar a chapa encabeça pelo prefeito José Caetano e Murilo Sousa. Ambos são acusados pelo Ministério Público Eleitoral de realizar centenas de contratações de funcionários públicos em período vetado pela legislação eleitoral – as contratações podem ultrapassar mas de 300 (trezentas) pessoas durante o pleito eleitoral.


Após a eleição municipal, o Ministério Público Eleitoral, solicitou através de Ação Cautelar de Mandato de Busca e Apreensão na prefeitura e deferido pela Justiça e cumprido pela Polícia Federal. No decorrer das investigações foram detectado vários contratos com rasuras de datas retroagidas e outros foram confirmado as contratações no período vetado.

Para o Ministério Público, os contratados foram indicados pelo prefeito e candidato a prefeito e vice-prefeito José Caetano e Murilo Sousa e ex-prefeito Eivando Amaral, e possivelmente por candidatos à vereadores da coligação do prefeito.

Caetano e Murilo, também são alvos de outra investigação pelo Ministério Público Eleitoral, de oferecer bens e serviços em troca de votos, uso de funcionários da educação e saúde para fazer campanha em horário de trabalho (liberando alunos) para os professores realizar caminhadas e arrastões pela cidade em horário de expediente e compra de votos com dinheiro.

A Promotora Vanessa Ribeiro em outras investigações em andamento determinou a Policia Federal, abertura de inquéritos para investigar as candidaturas fictícia de mulheres da coligação de Caetano, e ainda os roubos de transformadores de eletricidades, para beneficiar comunidades sem energia em troca de votos.

Para Ministério Público Eleitoral esta claro a conduta vedada, e o abuso de poder econômico dos requeridos, na medida em que realizaram, em ano eleitoral, centenas de contratações, em um município pequeno como Vitória do Xingu, que possui apenas 12.563 eleitores. Assim, fica mais que claro o poder que essas contratações tiveram sobre o resultado das eleições.

Com informações do Blog do Xarope

EX-PREFEITO VIRA RÉU EM AÇÃO DE IMPROBIDADE EM RURÓPOLIS

domingo, outubro 22, 2017

O juiz Odinandro Garcia Cunha, da Justiça Estadual em Rurópolis, aceitou denúncia nesta quinta-feira, 19, contra o ex-prefeito do município Pablo Genuíno por crime de improbidade administrativa.
Com a decisão, o jovem tucano de 30 anos se tornou réu.


A denúncia foi ajuizada pelo Ministério Público do Pará em fevereiro deste ano. Pablo foi enquadrado em prática de crime de responsabilidade ao ser flagrando pelo MP se utilizando de servidores e maquinário da Prefeitura de Rurópolis para reformar a sua casa.

“Decido receber a denúncia em desfavor de Pablo Raphael Gomes Genuíno pela prática do crime previsto no artigo 1, inciso II, do Decreto-Lei n 201/1967“, escreveu o magistrado na sua decisão.

Odinandro Cunha marcou para o dia 30 de janeiro do próximo ano a primeira audiência de instrução e julgamento do caso.

Pablo Genuíno foi prefeito de Rurópolis no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2016. Tentou a reeleição, mas foi massacrado nas urnas pelo hoje prefeito Taká Padilha, do PMDB, que venceu a eleição com quase 60% dos votos válidos do município.

Por Jeso Carneiro

Dançarinos tiram a roupa para crianças em escola de Jundiaí

sábado, outubro 21, 2017
Pais vão protestar na sede da Prefeitura
Apresentação em comemoração ao “Dia das Crianças”.
Uma apresentação de dança com dançarinos apenas de cueca foi acompanhada por crianças a partir de 04 anos de idade no interior da Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) Luiz Bárbaro, localizada em Jundiaí, em comemoração ao “Dia das Crianças”.

“Na apresentação os bailarinos dançaram ao som de ‘Sabão cra cra’ e, ao final deste ‘clássico’, abaixaram as calças, mostrando a cueca para as crianças”, comentou uma professora. O caso foi denunciado por pais de alunos e mesmo funcionários da escola se sentiram constrangidos.

De acordo com os pais, os bailarinos dançaram ao som do funk “Me Deu Onda” e outras músicas de apelo sexual. “Nós já estamos organizando uma comissão para protestar no Paço Municipal”, revelou uma mãe indignada, que não quis se identificar.

“O prefeito Luiz Fernando (Machado) tem que explicar o que está acontecendo nas escolas da cidade, pois não é a primeira vez que esse tipo de coisa acontece. Ou ele não tem comando da Educação ou está sendo conivente com essa baixaria”, completou a mãe.

Os dançarinos são uma escola particular de dança, cuja equipe geralmente promove e participa de vários eventos na cidade e, segundo foi apurado, não sabiam que o público seria formado de crianças a partir dos quatro anos de idade.

O episódio gerou enorme repercussão entre católicos e evangélicos de Jundiaí, cidade que tem sido alvo de várias ações de promoção da agenda LGBT, incluindo uma peça de teatro gay para crianças que, num primeiro momento, contou com apoio da Prefeitura.

“Que história é essa que teve show de homem de cueca em escola de Jundiaí? Será que foi uma apresentação da profissão de gogo boy?”, questionou o advogado Alexandre Pereira.

Um grupo de pais procurou o site Gospel Prime para denunciar o ocorrido. Eles contaram que o conselho de pais havia sido informado sobre uma programação em comemoração à “Semana das Crianças”, mas que ninguém falou sobre dançarinos de cueca e coreografia sensual.Apresentação em comemoração ao “Dia das Crianças”.
Dançarinos tiram a roupa para crianças em escola de Jundiaí

“Conteúdo não era impróprio”, diz Prefeitura

Diante do questionamento do site Gospel Prime sobre as reclamações dos pais, a assessoria de Comunicação da Prefeitura de Jundiaí enviou a seguinte nota de esclarecimento:
A Unidade de Educação esclarece que a atividade promovida pela EMEB Luís Bárbaro, no último dia 11 de outubro, foi precedida pela aprovação do conselho de pais da escola, tendo em vista a importância dada ao processo de construção e constituição de vivências coletivas do ambiente escolar.

Dito isso, reitera-se que o trabalho apresentado na ocasião tinha classificação indicativa livre e o seu conteúdo não era impróprio para crianças. De todo modo, e para preservar a reconhecida qualidade de ensino prestada pela EMEB Luís Bárbaro, a Unidade de Educação solicitou à equipe gestora da escola a documentação com o detalhamento completo da atividade, para que o conteúdo possa ser analisado integralmente e esclarecida qualquer dúvida sobre o contexto.


Polícia prende mãe que fazia sexo com filho de 11 anos e filmava

sábado, outubro 21, 2017
A Operação Luz na Infância em Curitiba prendeu uma mãe de 33 anos que praticava relações sexuais com o próprio filho, de 11 anos, e gravava com a câmera do celular. A mãe encaminhava os vídeos para o companheiro, de 43 anos, também preso na Operação.


Além do casal, outras quatro pessoas foram presas por manter em computadores, vídeos de pornografia envolvendo crianças e adolescentes.

Curte nossa página no Facebook e fique atualizado!

As prisões foram comandadas pela Polícia Civil do Paraná, em parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), deflagrada no início nesta sexta-feira (20).

O vídeo reproduz cenas chocantes até mesmo para os policiais envolvidos na operação. A criança foi encaminhada ao Centro de Psicologia do Nucria para ser acompanhada por profissionais.

Fonte: Massapé Ceará

Crime em escola de Goiânia foi inspirado em Columbine e Realengo, diz delegado

sábado, outubro 21, 2017

O adolescente de 14 anos autor dos disparos que mataram dois colegas e feriram outros quatro no Colégio Goyases, em Goiânia, premeditou o crime e se inspirou nos massacres de Columbine, nos Estados Unidos, e Realengo, no Rio de Janeiro.

“Ele me disse que se inspirou em duas tragédias: Columbine e Realengo. E pensava em se vingar há aproximadamente dois meses”, informou o delegado Luiz Gonzaga, da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depais), unidade para onde o garoto foi levado.

O massacre de Columbine aconteceu em 20 de abril de 1999 na Columbine High School, em Columbine, no Estado do Colorado, e deixou 12 alunos e um professor mortos. Os autores do crime, os estudantes Eric Harris, de 18 anos, e Dylan Klebold, de 17, cometeram suicídio. Já o caso de Realengo, na zona oeste do Rio, ocorreu em 7 de abril de 2011 e resultou na morte de 12 alunos na Escola Municipal Tasso da Silveira. O responsável pelo crime, Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, também se matou.


Curte nossa página no Facebook e fique atualizado!

O primeiro atingido em Goiânia foi o desafeto do garoto, mas o delegado não informou qual das vítimas era. Segundo o relato do garoto à polícia, depois de acertar o primeiro aluno, ele perdeu o controle e sentiu vontade de matar mais.

O jovem descarregou um pente e foi contido pela coordenadora da escola que estava na sala quando ele tentou recarregar a arma. Ele chegou a dizer que iria se matar, mas a professora consegui contê-lo e depois o encaminhou até a biblioteca.

Segundo o delegado, o autor dos disparos não pediu desculpas, mas se mostrou arrependido. A motivação principal foi um garoto que o “amolava muito”.

O caso


Dois estudantes foram mortos e outros quatro ficaram feridos no atentado a tiros no Colégio Goyases, unidade particular localizada na Rua Planalto, no Conjunto Riviera, no final da manhã desta sexta-feira, 20.

O tenente-coronel Marcelo Granja, assessor de comunicação da Polícia Militar de Goiás (PM-GO), confirmou que o autor dos disparos, um adolescente de 14 anos, é filho de um policial militar e a arma usada é da corporação. Granja disse que ainda não se sabe como o estudante teve acesso a arma.

As duas vítimas que morreram foram identificadas como João Vitor Gomes e João Pedro Calembo. Ambos morreram dentro da sala de aula.

Os adolescentes feridos, três meninas e um menino, foram levados aos Hospitais de Urgências de Goiânia (Hugo) e dos Acidentados de Goiânia. Dois deles foram levados ao Hugo pelo pai de uma das vítimas.

O pai explicou que logo após o atentado, funcionários do colégio ligaram informando o que havia acontecido. Seu filho foi baleado nas costas, e a bala continua alojada. Equipes médicas, segundo ele, avaliam a necessidade de uma cirurgia para retirar o projétil.

Um das vítimas internadas no Hugo, uma garota, está em estado grave e respira por aparelhos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), informou o diretor técnico da unidade, Ricardo Furtado Mendonça. Os outros dois feridos estão conscientes e estáveis.

A garota que está na UTI teve de passar por uma cirurgia para drenar o sangue do pulmão que foi perfurado por um dos disparos. Além do tiro no tórax, ela foi atingida na mão e no pescoço – neste de raspão.

Outra garota também teve o pulmão perfurado, mas respira espontaneamente. O rapaz também foi atingido na região do tórax e está consciente. Nenhum dos jovens tem previsão de alta, informou Mendonça. As famílias já visitaram os adolescentes e os acompanham no hospital.

Já a jovem encaminhada ao Hospital dos Acidentados não corre risco de morte. Ela levou um tiro no pulso e foi submetida a cirurgia.


Estadão Conteúdo

Prefeito de Brasil Novo é condenado por atraso na prestação de contas, mas não perde o cargo

sexta-feira, outubro 20, 2017
Alexandre Lunelli diz que condenação não lhe tira o mandato e nem o torna inelegível


O prefeito Alexandre Lunelli (PT) foi condenado pelo tribunal de Justiça do Estado do Pará, nesta quinta-feira (19), por atraso nas prestações de contas, caracterizando improbidade administrativaconforme a lei nº 8.429/92.

Curte nossa página no Facebook e fique atualizado!

De acordo com o processo julgado em Belém, na 2ª turma de direito público, no gabinete da desembargadora Nadja Nara Cobra, o prefeito não prestou contas no prazo legal do relatório resumido de execução orçamentaria (RREO) do 5º e 6º bimestre, relatório de gestão fiscal (RGF) do 3º quadrimestre e balanço geral, quando ele administrou o município, ainda na gestão de 2012.

Diante da condenação, Alexandre Lunelli, terá que pagar uma multa no valor de R$10.000,00 (de mil reais) pelo atraso.

Em resposta à redação da TV Cidade SBT, o prefeito Alexandre, nos respondeu o seguinte:

"Eu recebi a condenação no início da campanha na eleição passada (2016), por atraso na prestação de contas. Não houve desvio de dinheiro, não houve má fé, não houve fraude licitatória.

Eu atrasei a prestação de contas em 2012, por isso eu fui condenado pelo juiz.

Recorri para o tribunal, e lá eu fui condenado pela mesma situação. Só que essa condenação, diferente do que foi divulgado, ela não me tira o mandato. É essa a diferença.

Ela não me tira o mandato, e nem me torna inelegível.

Teve a condenação sim, por atraso na prestação de contas, fui multado em 10.000,00 (dez mil reais), mas não tira o meu mandato em hipótese alguma, por essa condenação.

A gente continua governando sim, com a bênção de Deus". Finaliza o prefeito.

Nº Processo: 0001624-50.2013.8.14.0071
Nº do Documento: 2017.04499034-71


Por Gleyson Araujo | TV Cidade SBT
Acidentes (669) Altamira (967) Anapu (48) Belo Monte (221) Belo Sun (13) Brasil (1693) Brasil Novo (636) Celebridades (83) Ciência (180) Cinema (69) Clima e Tempo (40) Curiosidades (791) Desaparecidos (10) Eleições (186) Esporte (72) Governo Federal (320) Ibama (56) Imprensa (110) Internet (351) Itaituba (169) Justiça (639) Marabá (38) Medicilândia (163) Mundo (785) Música (126) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (39) Pará (799) Placas (44) Polícia (2039) Política (1074) Porto de Moz (25) Religião (536) Rurópolis (70) Santarém (204) SBT (293) Souzel (35) Tecnologia (220) Televisão (352) Transamazônica (345) Tucuruí (40) Uruará (296) Vitória do Xingu (125)

Tecnologia