Câmara derruba veto a voto impresso; falta análise do Senado

quinta-feira, novembro 19, 2015

A Câmara dos Deputados derrubou o veto ao voto impresso para conferência, previsto no projeto de lei da minirreforma eleitoral (PL 5735/13). Foram 368 deputados contra e 50 a favor do veto.

A matéria será votada ainda pelo Senado e precisará do voto contrário de 41 senadores para ser reinserida na Lei 13.165/15.

O texto determina o uso do voto impresso nas urnas eleitorais para conferência pelo eleitor, sem contato manual, assim como para posterior auditoria. A regra entrará em vigor nas próximas eleições gerais, em 2018.

O veto ao voto impresso foi recomendado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devido aos custos de sua implementação, calculados em R$ 1,8 bilhão para a aquisição de equipamentos e as despesas de custeio das eleições.

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (668) Altamira (967) Anapu (48) Belo Monte (221) Belo Sun (13) Brasil (1693) Brasil Novo (636) Celebridades (83) Ciência (180) Cinema (69) Clima e Tempo (40) Curiosidades (791) Desaparecidos (10) Eleições (186) Esporte (72) Governo Federal (320) Ibama (56) Imprensa (110) Internet (351) Itaituba (168) Justiça (639) Marabá (38) Medicilândia (163) Mundo (785) Música (126) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (39) Pará (798) Placas (44) Polícia (2039) Política (1074) Porto de Moz (25) Religião (536) Rurópolis (70) Santarém (204) SBT (293) Souzel (35) Tecnologia (220) Televisão (352) Transamazônica (345) Tucuruí (40) Uruará (296) Vitória do Xingu (125)