Slideshow

Breaking News

Altamira será monitorada por 60 câmeras de segurança


As compras de fim de ano no centro de Altamira serão mais seguras com o Sistema de Videomonitoramento instalado na cidade como ação do convênio de Cooperação Técnica e Financeira entre Norte Energia e Governo do Pará, por meio da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Já estão em funcionamento 27 equipamentos de vigilância, com foco na segurança pública da cidade. Serão 35 até o final de dezembro e mais 25 em janeiro de 2016, totalizando 60 equipamentos.

O sistema de monitoramento já resulta na vigilância em tempo real dos bairros Independente 1 e 2 e de toda a região de saída de Altamira, no sentido para Brasil Novo. Segundo o Centro Integrado de Operações (CIOP), Altamira será um dos municípios mais vigiados do Pará. A Grande Belém hoje conta com 186 câmeras, distribuídas em 28 bairros na capital paraense e outras 88 instaladas nos municípios de Ananindeua, Santa Bárbara e Marituba, além dos distritos de Icoaraci, Mosqueiro e Outeiro.

As câmeras já estão posicionadas em pontos estratégicos com maior probabilidade da prática de delitos. Os equipamentos usados em Altamira são do tipo Speed Dome, têm giro de 360 graus e alcance de 600 metros e são interligados por fibra óptica. As imagens geradas são armazenadas por um período de até 30 dias e podem subsidiar investigações dos órgãos de Segurança Pública. O monitoramento será realizado pelo Núcleo Integrado de Operações (NIOP), da Polícia Militar em Altamira.

Até agora, a Norte Energia destinou cerca de R$ 100 milhões para fortalecer a segurança pública na Região do Xingu, por meio da parceria firmada com o Governo do Pará, iniciada em 2011 e estendida até 2017. No total, serão investidos mais de R$ 120 milhões em obras e aquisições. Os investimentos resultaram, por exemplo, na compra de um helicóptero biturbinado que será entregue ao poder público no início de 2016. As ações incluem a compra e aluguel de equipamentos, estruturação dos órgãos de segurança com cessão de veículos como caminhonetes, motocicletas, guinchos, ônibus, lanchas, algemas e coletes à prova de bala, além de sistemas de rádio e vídeo.

Foto: Divulgação/Norte Energia