Cerca de 50 pessoas invadiram delegacia e mataram marginal que matou mãe e costurou filha dentro de seu ventre

quinta-feira, dezembro 17, 2015
Populares invadem delegacia e matam suspeito por morte de mãe e bebê
'Era muita gente com sede de matar', diz delegado. Suspeito estava preso na delegacia do Bujari, interior do Acre.

Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi morto a facadas dentro da delegacia do Bujari, distante 22 Km de Rio Branco, depois de mais de 50 pessoas invadirem o local. Bezerra é suspeito de matar Jardineis da Silva, de 25 anos, e a filha dela, de seis meses, na comunidade Boa Esperança, na BR- 364, zona rural de Rio Branco.

O delegado do município, João Augusto, informou que os agentes não conseguiram conter a revolta.

"Era muita gente, muita mulher gritando e homem com sede de matar. Foi detido um com faca e outro com arma de fogo. Ele foi morto a facadas. Eu tô aguardando a perícia para poder saber quantas facadas ele levou e o corpo deverá ser levado para o IML de Rio Branco", explica o delegado.

A criança de seis meses foi morta com a mãe. A dona de casa teve a barriga aberta, parte das vísceras retiradas e, após ser costurada, foi amarrada a pedras e jogada em um rio da comunidade. O corpo de Jardineis foi achado na segunda-feira (16) e o da criança foi achado na terça-feira (17), com marcas de violência.

Augusto classificou como "imprudência" transferir o preso da delegacia de Rio Branco para a unidade no Bujari.

"Ele deveria ter ficado na Delegacia da Mulher, em Rio Branco. Foi a revolta dos familiares. Foi impossível conter", destaca.

População do Bujari se concentra em frente à delegacia da cidade (Foto: Aline Nascimento/G1)

Entenda o caso

O crime bárbaro chocou a comunidade de Boa Esperança, localizada na BR- 364, em Rio Branco. Jardineis Oliveira da Silva, de 25 anos, foi morta a facadas, e jogada em um rio. Ela foi encontrada no domingo (15).

Após ela ser achada, começaram as buscas pela filha de seis que estava com a mãe no dia do crime. A criança foi localizada nesta terça-feira (17), em um matagal e, segundo o delegado da cidade, o rosto da criança aparentava ter sido "esmagado".

Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi preso e encaminhado para a delegacia em Rio Branco
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)
De acordo com o delegado Rêmulo Diniz, que conduziu as diligências na zona rural, o suspeito teria caminhado cerca de 1h com a criança morta.

Bezerra, suspeito que confessou o crime, estava na delegacia do município do Bujari, distante 22 quilômetros de Rio Branco.

Delegacia foi interditada após invasão e morte de suspeito (Foto: Aline Nascimento/G1)
Fonte: Tácita Muniz, Do G1 AC

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (677) Altamira (986) Anapu (48) Belo Monte (222) Belo Sun (13) Brasil (1734) Brasil Novo (639) Celebridades (85) Ciência (182) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (826) Desaparecidos (10) Eleições (198) Esporte (73) Governo Federal (331) Ibama (57) Imprensa (112) Internet (367) Itaituba (171) Justiça (654) Marabá (39) Medicilândia (165) Mundo (801) Música (127) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (40) Pará (823) Placas (44) Polícia (2076) Política (1122) Porto de Moz (25) Religião (541) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (295) Souzel (35) Tecnologia (227) Televisão (357) Transamazônica (349) Tucuruí (45) Uruará (299) Vitória do Xingu (126)