Empresas de TV paga preparam guerra contra Netflix

segunda-feira, janeiro 25, 2016
(Foto: Reprodução)
O sucesso da Netflix no Brasil parece incomodar as operadoras de TV por assinatura que atuam no país. Uma reportagem do UOLinforma que as empresas, que perderam quase 1 milhão de assinantes desde 2014, estudam formas de atacar a operadora virtual - que, por outro lado, não para de ganhar adeptos.

Na tentativa de frear o crescimento da rival, as empresas estariam unidas em um “megalobby” em Brasília que tem quatro objetivos, sendo o primeiro deles fazer com que a Ancine cobre da Netflix o pagamento da Condecine - uma taxa que gira em torno de R$ 3 mil por cada filme disponibilizado.

Além disso, as empresas querem que os Estados passem a cobrar ICMS das assinaturas, o que encareceria a mensalidade da Netflix; e pensam em formas de sobretaxar internautas (ou a Netflix) que usam a rede para acessar a locadora, sob a justificativa de que o streaming consome muita banda larga - essa é uma das ideias mais frágeis, porque o próprio Marco Civil da Internet pode ser usado para contrapô-la.

Mas há uma frente mais séria que é fazer o Governo obrigar a Netflix a ter pelo menos 20% de conteúdo nacional dentro do seu catálogo. Acontece que a maior fornecedora do Brasil é o Grupo Globo que, segundo o UOL, se recusa a fechar parcerias com a Netflix, assim como a Band.

A empresa teria de correr atrás de emissoras como SBT e Record, porque as produtoras menores que aceitassem se unir à Netflix poderiam ser boicotadas por canais da Globo - são mais de 35 na TV paga. O UOL destaca ainda que, caso os 20% passem de fato a valer, a quantidade de material internacional tende a diminuir.

De acordo com a reportagem, em dezembro de 2014 havia quase 20 milhões de assinantes de TV por assinatura no Brasil, mas o número caiu para quase 19 milhões em dezembro passado. Os pacotes custam entre R$ 70 e mais de R$ 300, enquanto a Netflix trabalha com dois planos, um de R$ 19,90 e outro de R$ 29,90 que conta com qualidade HD.

Olhar Digital
Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Foi divulgada nesta sexta-feira (16) pesquisa sobre intenções de votos feita pelo IBOPE Inteligência para as próximas eleições para o Governo do Pará

Foi divulgada nesta sexta-feira (16) pesquisa sobre intenções de votos feita pelo IBOPE Inteligência para as próximas eleições para o Governo do Pará, para o Senado Federal e para a Presidência da República. Em todas as três projeções para o Governo do Estado, Helder lidera as intenções dos eleitores. SAIBA MAIS NO LINK: www.tvcidadesbt.com.br/2018/02/helder-barbalho-lidera-em-3-cenarios.html

Publicado por TV Cidade SBT em Sábado, 17 de fevereiro de 2018
Acidentes (718) Altamira (1023) Anapu (53) Belo Monte (226) Belo Sun (14) Brasil (1820) Brasil Novo (666) Celebridades (94) Ciência (188) Cinema (71) Clima e Tempo (47) Curiosidades (930) Desaparecidos (13) Eleições (240) Esporte (76) Governo Federal (353) Ibama (57) Imprensa (114) Internet (400) Itaituba (181) Justiça (688) Marabá (41) Medicilândia (192) Mundo (838) Música (132) Norte Energia (187) Novo Repartimento (27) Pacajá (45) Pará (880) Placas (45) Polícia (2189) Política (1226) Porto de Moz (26) Religião (559) Rurópolis (71) Santarém (215) SBT (302) Souzel (37) Tecnologia (237) Televisão (370) Transamazônica (366) Tucuruí (51) Uruará (310) Vitória do Xingu (136)

Helder garante R$ 4,7 bilhões para o Pará

Segundo o ministro Helder,os recursos serão investidos até o ano de 2020 (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil) O Pará está às vésperas de ...