Motociclistas executam homem em ambulância

segunda-feira, março 21, 2016
A ambulância do Samu foi interceptada pelos assassinos na Rua Tavares Bastos com a Avenida Pedro Álvares Cabral. (Foto: Antônio Melo/Diário do Pará)
 Duas pessoas foram assassinadas, ontem à noite, em meio a cenas cinematográficas. Dois homens aguardavam sua vítima, em uma moto, na Avenida Justo Chermont, ao lado da Praça Dom Alberto Ramos, no bairro da Marambaia. Estavam posicionados bem próximos de um vendedor de bombons conhecido como Seu Zé. Quando Gleidson Silva Soares, 22 anos, saiu da praça, um dos homens desceu da moto e começou a atirar.

Gleidson Soares correu para trás do vendedor de bombons, usando-o como escudo humano, mas de pouco adiantou. Seu Zé foi atingido por uma bala no pescoço e morreu imediatamente. Então o atirador fez vários disparos atingindo Gleidson.

Revoltados, moradores atearam fogo em pneus, interditando a avenida. (Foto: Antônio Lemos/Diário do Pará)
Em meio à confusão, o guarda municipal Francinaldo correu para o local e os assassinos fugiram na moto. Ao ser verificado que Gleidson ainda estava vivo, uma ambulância do Samu foi acionada e seguiu com o ferido para o Hospital Metropolitano. No local do crime, populares revoltados atearam fogo em pneus e madeira, e interditaram a Avenida Justo Chermont em sinal de protesto contra o alto índice de violência no local.

PERSEGUIÇÃO

Ocorreu que os assassinos não haviam ido embora. Ficaram a certa distância observando a cena do crime. E viram quando a ambulância do Samu chegou e levou Gleidson. Iniciou-se, então, uma perseguição implacável. Na altura da Rua Tavares Bastos com a Avenida Pedro Álvares Cabral, próximo a um posto de combustíveis, os assassinos interceptaram a ambulância e o motorista teve de parar, sob ameaça de arma de fogo.

O corpo do vendedor de bombons, morto ao lado da praça Dom Alberto Ramos. (Foto: Antônio Melo/Diário do Pará)
O atirador desceu, bateu na porta lateral da ambulância e ordenou que fosse aberta. Na ambulância estavam além do motorista e do ferido, um médico e um técnico de enfermagem. A porta foi aberta e o assassino fez 4 disparos, dos quais 1 acertou a cabeça de Gleideson, espalhando massa encefálica pelo veículo, e 2 atingiram o antebraço. Em seguida a dupla fugiu. O crime foi registrado na Seccional Urbana da Marambaia.

(Antônio Melo/Diário do Pará)

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (651) Altamira (953) Anapu (47) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1669) Brasil Novo (630) Celebridades (79) Ciência (177) Cinema (67) Clima e Tempo (40) Curiosidades (763) Desaparecidos (10) Eleições (178) Esporte (72) Governo Federal (311) Ibama (56) Imprensa (108) Internet (342) Itaituba (164) Justiça (624) Marabá (37) Medicilândia (160) Mundo (769) Música (126) Norte Energia (185) Novo Repartimento (23) Pacajá (38) Pará (776) Placas (43) Polícia (2008) Política (1039) Porto de Moz (25) Religião (530) Rurópolis (67) Santarém (201) SBT (291) Souzel (35) Tecnologia (215) Televisão (345) Transamazônica (343) Tucuruí (39) Uruará (291) Vitória do Xingu (123)