Slideshow

Breaking News

Temer resiste a pressão e mantém decisão sobre desembarque na semana que vem

Temer: resiliente no desembarque
O vice-presidente Michel Temer resistiu a novos apelos da ala governista do PMDB na noite de terça-feira e manteve a reunião marcada para o dia 29 que vai decidir se o partido desembarca já do governo.

Temer foi procurado pelo senador Jader Barbalho (PA), pelo líder do partido na câmara, Leonardo Picciani (RJ) e pelos ministros Hélder Barbalho (Portos) e Henrique Alves (Turismo), que fizeram apelos pelo adiamento em nome da união do partido.

Temer consultou um grupo de deputados no Jaburu, mas a maioria opinou pela manutenção da reunião, sob pena de o partido se desmoralizar. Os oposicionistas argumentaram que vários partidos da base já estão abandonando Dilma Rousseff.

Temer disse aos governistas que vinha dando prazo ao governo, mas Dilma atropelou a decisão do PMDB de não aceitar novos cargos ao nomear Mauro Lopes para a Aviação, o que precipitou a decisão sobre o rompimento definitivo.

Por: Vera Magalhães VEJA