Empresa quer 'sequestrar' a internet de quem baixa conteúdo pirata

segunda-feira, abril 04, 2016
(Foto: TechRadar)
Uma empresa americana que ganha dinheiro gerenciando direitos autorais teve a ideia inusitada de bloquear o navegador de quem baixar conteúdo pirateado pela internet e só liberar o acesso mediante pagamento.

A proposta partiu da Rightscorp, que o TorrentFreak classifica como “copyright troll”, e consiste em costurar acordos com provedoras de internet para que elas ajudem a tornar o combate à pirataria mais agressivo.

Geralmente essas empresas enviam notificações por e-mail que acabam sendo ignoradas, então o que a Rightscorp quer é que, após um determinado número de avisos, os provedores “tranquem” a internet da pessoa e exijam que ela pague multa para voltar à navegação.

A ideia do bloqueio, em si, não é nova, mas o TorrentFreak ressalta que é a primeira vez que uma empresa tenta forçar um pagamento de resgate.

Foi a saída que a companhia encontrou para tentar voltar a ganhar dinheiro. O último balanço financeiro da Roghtscorp revelou que suas perdas líquidas bateram recorde em 2015, chegando ao valor negativo de US$ 3,43 bilhões.


Olhar Digital
Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também

Acidentes (649) Altamira (948) Anapu (47) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1660) Brasil Novo (630) Celebridades (76) Ciência (177) Cinema (67) Clima e Tempo (40) Curiosidades (753) Desaparecidos (10) Eleições (175) Esporte (72) Governo Federal (306) Ibama (56) Imprensa (107) Internet (341) Itaituba (163) Justiça (620) Marabá (37) Medicilândia (160) Mundo (764) Música (124) Norte Energia (185) Novo Repartimento (23) Pacajá (38) Pará (772) Placas (43) Polícia (2004) Política (1030) Porto de Moz (25) Religião (527) Rurópolis (67) Santarém (200) SBT (290) Souzel (35) Tecnologia (214) Televisão (344) Transamazônica (342) Tucuruí (38) Uruará (290) Vitória do Xingu (123)