MST e CUT já começaram as destruições pelo país afora

sexta-feira, abril 15, 2016
Baderneiros do MST (que se dizem manifestantes) já estão interditando várias rodovias do Brasil


O ‘suposto’ protesto é contra o impeachment de Dilma Rousseff e pela democracia. Pela democracia? Como assim? Ateando fogo no país?


A Polícia Rodoviária Federal já confirmou vários pontos de bloqueio. O grupo armado do PT quer parar as estradas.


A proposta do Movimento Sem Terra é fechar pelo menos 20 trechos de rodovias e chamar a atenção da mídia para os cartazes e faixas que são mostrados pedindo o fim do processo que pretende tirar Dilma da presidência.


A população prejudicada por estes protestos está usando as redes sociais para criticar o MST e a CUT.


No Twitter, este assunto já está entre os mais comentados da manhã de hoje (15).
Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

STAND-UP - ELIEZIO E JUNIOR LORENZONI FALAM SOBRE MUDANÇA NO COMANDO DA SECRETARIA DE SAUDE DE BRASIL NOVO

STAND-UP - ELIEZIO E JUNIOR LORENZONI FALAM SOBRE MUDANÇA NO COMANDO DA SECRETARIA DE SAUDE DE BRASIL NOVO

Publicado por TV Cidade SBT em Sábado, 21 de abril de 2018
Acidentes (733) Altamira (1030) Anapu (57) Belo Monte (227) Belo Sun (14) Brasil (1869) Brasil Novo (669) Celebridades (95) Ciência (194) Cinema (74) Clima e Tempo (51) Curiosidades (991) Desaparecidos (13) Eleições (265) Esporte (76) Governo Federal (369) Ibama (60) Imprensa (115) Internet (416) Itaituba (185) Justiça (720) Marabá (43) Medicilândia (199) Mundo (864) Música (132) Norte Energia (188) Novo Repartimento (28) Pacajá (47) Pará (925) Placas (45) Polícia (2234) Política (1293) Porto de Moz (27) Religião (565) Rurópolis (71) Santarém (218) SBT (302) Souzel (38) Tecnologia (252) Televisão (373) Transamazônica (369) Tucuruí (53) Uruará (322) Vitória do Xingu (139)

Postagem em destaque

Helder lidera em nova pesquisa para governador do Estado

Helder Barbalho (PMDB) lidera na nova pesquisa sobre a preferência do eleitorado paraense nas eleições deste ano ao governo do Estado. Na in...