Slideshow

Breaking News

Vacinação contra H1N1 começa dia 18 no Pará


Após denúncias de falta de doses da vacina contra vírus H1N1 na rede privada do Pará e do anúncio de pelos menos três mortes causadas pelo vírus, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) anunciou a antecipação do início da campanha de vacinação contra a doença no Estado para a próxima segunda-feira, 18 de abril.

Segundo a Sespa, metade das 1,8 milhão de doses da vacina já foram entregues em 83 municípios e cada cidade têm autonomia para antecipar o início da campanha, prevista inicialmente para o período de 30 de abril a 20 de maio. O restante do material será pelo Estado aos municípios a partir da próxima semana.

Na capital, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), confirmou que a distribuição da vacina iniciará na próxima segunda-feira (18) devido a incidência de casos, a ocorrência de óbitos e a forte virulência viral, ou seja, o aumento da capacidade infectante do vírus.

Somente em 2016, até 11 de abril, a Sesma notificou 66 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 14 confirmados para influenza A/H1N1. Três pessoas morreram por conta da doença.

A 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será realizada de 18 de abril a 20 de maio de 2016, sendo 30 de abril (sábado) o dia de mobilização nacional. A meta é vacinar 312.802 pessoas no município, dentro dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, dos quais, o maior grupo a ser imunizado é o de idosos (131.517), seguido de crianças de seis meses a menores de cinco anos (92.333), pessoas com doenças crônicas (46.913), trabalhadores da saúde (21.451), gestantes (16.137), puérperas até 45 dias após o parto (2.653) e população privada de liberdade (1.798).

As vacinas estarão disponíveis em 43 postos fixos durante toda a campanha, em Belém, no horário de 8h às 17h. “Estamos trabalhando intensamente para que consigamos vacinar o máximo das pessoas contempladas nos grupos prioritários, com estratégias de vacinação em abrigos, clubes da melhor idade, estabelecimentos de saúde e vacinação fluvial para imunização da população ribeirinha”, destaca Sérgio Figueiredo, secretário municipal de saúde de Belém.

Em 2016, a vacina imunizará contra os vírus Influenza A/ H1N1, Influenza A/H3N2 e Influenza B, que são os tipos mais circulantes no mundo e que foram coletados e inativados para a produção da vacina.


G1 PA

Nenhum comentário