Slideshow

Breaking News

Votação do impeachment de Dilma mudará programação das emissoras de TV

Foto: Reprodução
Acontece no próximo domingo (17), a partir das 14h, a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional. A votação vai mexer com a programação das principais emissoras de TV, que exibirão plantões de jornalismo e transmitirão até o voto a voto ao vivo.

Segundo informações do jornalista Paulo Pacheco, do UOL, a Globo é a rede que fará mais alterações na programação e afetará até o casal Angélica e Luciano Huck. Para transmitir os votos dos deputados, a emissora pediu que as federações estaduais de futebol alterassem as datas dos jogos para sábado, às 16h20, horário do “Caldeirão do Huck”.

Ainda segundo o jornalista, no domingo, a Globo entrará em rede com entradas do Jornalismo e a transmissão ao vivo da votação do impeachment no plenário do Congresso Nacional, “a exemplo do que foi feito em 1992, última vez que o País passou por votação semelhante”, ressaltou a emissora.

Por causa da mudança do futebol a pedido da Globo, a Band também ficará sem futebol no domingo. Para cobrir o espaço na programação, a emissora pretende transmitir a votação ao vivo e levará ao ar links de Brasília.

Já o SBT vai interromper a programação quando a votação for concluída. “Conexão Repórter”, com Roberto Cabrini, será ao vivo com a cobertura diretamente de Brasília, análises e a repercussão da decisão dos deputados.

A Record levará ao ar links ao vivo desde o início da votação, às 14h, durante o “Domingo Show”, e planeja escalar Rodrigo Faro para apresentar seu programa ao vivo e interagir com os jornalistas da cobertura política.

A RedeTV!, que tem investido no jornalismo e na cobertura política, deslocará parte dos jornalistas de São Paulo para Brasília e exibirá boletins ao vivo e parte da votação em um plantão especial sobre o assunto. A emissora também vai cobrir as manifestações na avenida Paulista com helicóptero.

Bastidores da TV

Nenhum comentário