Slideshow

Breaking News

Deputada petista limpa parede após colocar faixa contra Temer

Movimento Brasil Livre disse, no Twitter, que a polícia legislativa obrigou a deputada a limpar sujeira Foto: Reprodução da internet
A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) negou que tenha sido obrigada a limpar uma parede do Salão Verde, na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, após retirar uma faixa contra a posse do vice-presidente Michel Temer. No Twitter, o Movimento Brasil Livre (MBL), pró-impeachment, afirmou que a polícia legislativa teria obrigado a parlamentar a retirar a faixa e a limpar o local. A faixa trazia a frase “Temer não será presidente. Será sempre golpista”.


Maria do Rosário disse que colocou a faixa como fundo durante uma entrevista coletiva e, em seguida, a retirou.

Eu colei a faixa e eu tirei, junto com a deputada Moema (PT-BA), e eu limpei o durex porque sujeira aqui só quem espalha é corrupto, como o Eduardo Cunha e o MBL. Limpei porque não tenho medo de limpar sujeira. O que eu não aceito é que eles espalhem sujeira aqui dentro. Quem espalha sujeira aqui dentro é o Eduardo Cunha  afirmou a deputada.
Faixa era contra o vice-presidente Michel Temer Foto: Divulgação / Assessoria da deputada Maria do Rosário
Procurada, a assessoria da Câmara dos Deputados confirmou que as próprias deputadas retiraram a faixa, após a coletiva, sem nenhum pedido da polícia legislativa.

Por Gleyson Araújo com informações do Extra

Nenhum comentário