Merenda escolar vai parar no lixo em Vitória do Xingu

quinta-feira, junho 09, 2016

Falta merenda nas escolas de Vitória do Xingu, Sudoeste do Pará, e as crianças estariam voltando para casa com fome. A denúncia feita pelo conselho que fiscaliza a compra da merenda aponta irregularidades graves, que vão desde o superfaturamento, até o descarte de alimentos por falta de uso. O caso foi denunciado ao Ministério Público Federal, à Polícia Federal e ao Ministério Público do Estado do Pará, nesta quarta-feira (08), pelo professor Admilson Costa Santos, presidente do Conselho Municipal da Merenda.

No documento protocolado pelo presidente do conselho, a prefeitura de Vitória do Xingu, e a Secretaria Municipal de Educação, estariam superfaturando as comprar de alimentos para compor a merenda escolar na cidade e na zona rural. Mas não é só isso, ainda segundo a denúncia, os gastos excessivos com alimentos estão sendo ainda pior administrados, porque mais da metade da comida vai parar no lixo, por falta de armazenamento adequado, e até falta de energia elétrica em algumas escolas.

A denúncia feita pelo professor Admilson Costa, sugere uma rede montada pelo prefeito, para desviar recursos públicos, e afirma que apesar das contas terem sido reprovadas em 2014 e 2015, nada foi feito para evitar novos desperdícios. Em fotos entregues à polícia federal, o professor mostra carne estragada por falta de refrigeração, alimentos mofados, alguns com larvas, frutas e verduras apodrecendo nos depósitos, enquanto segundo o professor, centenas de crianças estariam voltando para casa sem comer nada.

Responsável pela fiscalização dos gastos com a merenda, o presidente do conselho afirma que além das irregularidades apontadas em relatórios entregues à justiça, a prefeitura ainda estaria fazendo propaganda enganosa, ao anunciar que os alunos estariam sendo alimentados com qualidade em sala de aula, e recebendo cestas básicas nos períodos de férias. “É um absurdo o que acontece em Vitória do Xingu, nós queremos, nós realmente esperamos que alguém faça alguma coisa para evitar mais prejuízos, mais absurdos como estes”, declarou o professor.

Mergulhado em uma série de denúncias de irregularidades em seu governo, o prefeito de Vitória do Xingu, Erivando Oliveira do Amaral (PSB), se mantém no poder graças a uma liminar, depois que teve o mandato cassado por crime de responsabilidade, no último dia 17 de maio, pelas Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Pará. Outra denúncia que ele enfrenta, diz respeito ao desvio de recursos do FUNDEB, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, e Valorização dos Profissionais da Educação. O caso é investigado pela Polícia Federal, na operação Lessons.

Por telefone, a secretária de educação do município de Vitória do Xingu, Fernanda Sousa, informou que está apurando as denúncias feitas pelo presidente do conselho da merenda escolar, e que antes de se pronunciar, ela precisa verificar o conteúdo do relatório apresentado às autoridades, só depois é que a prefeitura e a secretaria devem responder à imprensa por meio de coletiva.

Fonte: Oxingu

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (669) Altamira (967) Anapu (48) Belo Monte (221) Belo Sun (13) Brasil (1693) Brasil Novo (636) Celebridades (83) Ciência (180) Cinema (69) Clima e Tempo (40) Curiosidades (791) Desaparecidos (10) Eleições (186) Esporte (72) Governo Federal (320) Ibama (56) Imprensa (110) Internet (351) Itaituba (169) Justiça (639) Marabá (38) Medicilândia (163) Mundo (785) Música (126) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (39) Pará (799) Placas (44) Polícia (2039) Política (1074) Porto de Moz (25) Religião (536) Rurópolis (70) Santarém (204) SBT (293) Souzel (35) Tecnologia (220) Televisão (352) Transamazônica (345) Tucuruí (40) Uruará (296) Vitória do Xingu (125)