Slideshow

Breaking News

Filme do Porta dos Fundos sai dos cinemas. Terceira semana tem apenas 14 mil espectadores


O filme “Contrato Vitalício”, do grupo humorístico Porta dos Fundos, teve ampla divulgação em televisões, revistas, jornais e redes sociais. Estreou em 515 salas de cinema pelo país.

A película gerou polêmica por ter sido beneficiada com aprovação para captar R$ 7,5 milhões a partir da Lei Rouanet. O grupo também se tornou conhecido por utilizar humor para embutir narrativas petistas. A aprovação da captação ocorreu durante o segundo mandato de Dilma.

Conforme diz o ILISP, apenas 14 mil pessoas foram assistir o filme em sua terceira semana em cartaz. “Contrato Vitalício” ficou apenas no 13° lugar nas bilheterias da semana, fazendo o filme alcançar um público total de 440 mil pessoas e R$ 6 milhões de faturamento. A verba resultante do faturamento não retorna aos pagadores de impostos.

Com o fracasso do filme, a ampla maioria das salas de cinema retirou o filme de cartaz, substituindo-o por obras como “Procurando Dory”, “A Era do Gelo: O Big Bang” e “Carrossel 2”. Estes filmes, de maior sucesso, não foram beneficiados por leis de “incentivo à cultura”.

Nenhum comentário