Slideshow

Breaking News

A NASA conseguiu encontrar uma nave espacial perdida em 2014

Se os filmes sobre o espaço nos ensinou algumas coisas, uma delas é que não adianta nada gritar. Se você se perder no espaço, ninguém vai te encontrar. A não ser que você seja uma nave espacial da NASA.


A STEREO-B, espaçonave de uma missão de observação solar, desapareceu no dia primeiro de outubro de 2014 depois de perder contato com a equipe que a monitorava aqui na Terra.

Porém, na noite do último domingo, cientistas conseguiram restabelecer contato quando a Deep Space Network (ferramenta da NASA para rastrear missões espaciais) conseguiu um sinal, após 22 meses de buscas.

A STEREO-B e sua parceira STEREO-A foram lançadas para obter informações sobre os níveis de fluxo de energia solar na Terra. Uma delas ficou dentro da órbita terrestre, enquanto a outra viajou para mais longe, permitindo que os cientistas medissem a energia de diferentes ângulos. Eles esperavam que em algum momento pudessem chegar do outro lado do sol pela primeira vez.
As duas espaçonaves em relação à Terra. Imagem: NASA.
Entretanto, a equipe teve problemas. Uma das naves estava prestes a passar para o lado oposto do sol à Terra e a comunicação seria impossível durante três meses. Os cientistas não levaram essa possibilidade em consideração.

“O sol produz ondas fortes, o que faz dele a maior fonte de ruído do céu,” conta Dan Ossing, gerente de operação da missão. “A maioria das missões no espaço só precisa lidar com a interferência do sol durante um dia ou dois, mas para cada nave STEREO, o período de interferência durava praticamente quatro meses.”

A STEREO-B estava configurada para resetar a cada 72 horas sem contato, então os cientistas decidiram tentar restabelecer o sinal durante esse período. Eles sabiam que ela ligaria novamente.

Na primeira tentativa, receberam um sinal muito fraco. E foi a última vez que conseguiram contato, até essa semana.

Num comunicado de dezembro de 2015, os cientistas concluíram que os testes deram errado porque o sensor que diz para a espaçonave o quão rápido ela está girando falhou, fazendo com que ela girasse sem controle. A bateria da STEREO-B era recarregada por energia solar, mas ela não estava conseguindo obter energia.

Desde que o sinal foi perdido, os cientistas vinham usando a Deep Space Network todas as semanas, na tentativa de encontrar a nave. Foi uma tarefa bem difícil, já que eles não tinham ideia de onde ela estava.

Porém, a STEREO-B ainda não está fora de perigo. A equipe irá planejar um processo de recuperação para ter certeza de que ela está funcionando corretamente. Já foram feitos testes para conferir se os componentes mais importantes estão em ordem e então a desligarão, para economizar bateria.

Esse processo pode levar anos. Só em 2019 a equipe poderá usar o telescópio Hubble para vê-la e testar a taxa de rotação.


Nenhum comentário