Pintor é assassinado e sua cabeça é estourada

terça-feira, agosto 16, 2016
A vítima teria ido armada, em uma casa, para tirar satisfações com alguém, mas acabou morta, segundo o perito criminal Overlan Bastos. (Foto: Wagner Almeida)
Ivanildo Cardoso Lima, de 45 anos, pintor, foi cruelmente morto a tiros e pedradas, na passagem Américo Ferreira, no bairro da Sacramenta, em Belém, no final da noite do último domingo (14).

Os suspeitos de envolvimento no caso e os motivos do crime ainda serão investigados pela polícia. Uma pessoa, que estava na companhia da vítima e sobreviveu, foi detida e prestará depoimento à Polícia Civil.

No cenário do crime o veículo da vítima, modelo Gol, cor vermelha, foi encontrado parado no meio da via. A poucos metros estava o corpo de Ivanildo, com a cabeça completamente destruída pelas pedradas e tiros de pistola calibre 380.

Dentro de uma vila, que fica localizada bem na frente do local do assassinato, havia marcas de sangue no chão, nas paredes do corredor, latinhas de cerveja, sandálias e evidências de luta corporal entre a vítima e criminosos.

Segundo o perito criminal Overlan Bastos, do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, a principal hipótese apontada por testemunhas e de relato de familiares é de que a vítima pode ter ido ao local para supostamente matar alguém, mas acabou sendo morta pelos algozes. As razões ainda são desconhecidas.

“Tudo indica que ele veio aqui armado para tirar satisfações com alguém dessa casa e chegou a atirar em alguma pessoa, pois há marcas de sangue no corredor que não são dele. Disseram que eram 4 homens que estavam aqui. Eles podem ter conseguido tomar a arma da vítima e enquanto o ferido fugiu em busca de socorro médico os outros o mataram a pedradas e tiros”, disse Overlan Bastos.

Um homem identificado como Gerson Paixão, de 34 anos, que teria ido com Ivanildo ao local, foi detido pela polícia. “Gerson veio aqui dirigindo o carro da vítima. Ele não chegou a ser atingido pelos tiros. Os criminosos quebraram o carro e atiraram para dentro do veículo. Recolhemos alguns estojos de pistola calibre 380, além de sandálias, latinhas de cerveja e outros objetos deixados pelos assassinos”, concluiu o perito.

A guarnição da 1ª Companhia (Cia) do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), comandada pelo sargento da Polícia Militar (PM) Vinícius Siqueira conduziu o suposto motorista do carro da vítima para a Seccional Urbana de São Brás, para prestar esclarecimentos à autoridade policial.

(Fabrício Nunes / Diário do Pará)
Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (685) Altamira (1002) Anapu (48) Belo Monte (224) Belo Sun (14) Brasil (1765) Brasil Novo (643) Celebridades (89) Ciência (187) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (864) Desaparecidos (11) Eleições (217) Esporte (74) Governo Federal (337) Ibama (57) Imprensa (113) Internet (383) Itaituba (171) Justiça (666) Marabá (42) Medicilândia (172) Mundo (817) Música (129) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (41) Pará (842) Placas (44) Polícia (2107) Política (1159) Porto de Moz (25) Religião (549) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (299) Souzel (37) Tecnologia (229) Televisão (364) Transamazônica (353) Tucuruí (46) Uruará (302) Vitória do Xingu (130)