EM JURI POPULAR, ASSASSINO CONFESSO DE ZEZÉ BIANCARDI É CONDENADO A 28 ANOS DE PRISÃO

quinta-feira, outubro 27, 2016
Foto: Polícia Civil
Francisco Josué da Silva, preso na cidade de Santarém no dia 03 de abril de 2015, onde confessou ter sido o autor dos disparos que matou a ex-vereadora e Secretária Municipal de Trabalho e Promoção Social de Brasil Novo no época, foi a juri popular nesta quarta-feira 27 e foi condenado em um juri presidido pelo Dr. Alexandre Rizzi, juiz da comarca de Brasil Novo, a 28 anos de reclusão por homicídio duplamente qualificado.

Francisco Josué da Silva Rodrigues, ao ser indagado sobre o crime, se defendeu dizendo que no dia e no momento do crime se encontrava fora de si pelo fato de, segundo ele, sofrer de transtornos psicológicos e de ter ingerido bebidas alcoólicas. Ele era morador da cidade de Uruará e foi preso por Policiais Civis daquela Cidade que se deslocaram até a cidade de Santarém e com o apoio da Polícia Civil local conseguiram localizar e prender o assassino.

Crime teria sido encomendado por Acácio Lorenzoni, falecido no dia 29 de janeiro de 2016, dez meses e 21 dias após o assassinato, se dissolvendo assim a necessidade de julgamento em face da morte do acusado. Também foram denunciados pelo Ministério Público, acusados de participação no crime, os nacionais Adelmar Pereira dos Santos e Denilque de Assis Rosa que são considerados foragidos e por isso foi suspenso o andamento da ação, da prescrição e consequente o desmembramento processual.

Francisco Josué, que possui antecedentes criminais (incluindo uma tentativa de homicídio), foi considerado indivíduo de alta periculosidade e de conduta ante-social. Ele deverá cumprir a pena na Penitenciária de Altamira onde se encontra custodiado desde quando foi preso e já cumpriu 576 dias de pena, pouco mais de um ano e meio do total da pena.

O CRIME

O Crime aconteceu na noite do dia 13 de março quando a secretaria foi alvejada por Francisco Josué que chegou à residência da mãe da vítima, onde ela estava perguntando pela irmã dela e em seguida disparou várias vezes contra ela que morreu no local. Zezé, Como era conhecida, deixou esposo e três filhos, sendo dois homens e uma mulher. Os dois rapazes fruto do seu primeiro casamento.

Para eles a pena representa a certeza de que a justiça foi feita, mas não apaga a dor da perda. - "Nenhuma pena vai trazê-la de volta pra nós" - Disse Fernando Costa Júnior (FERNANDINHO), viúvo de Zezé.

Por: Valdemídio Silva
Foto: Polícia Civil

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (649) Altamira (951) Anapu (47) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1666) Brasil Novo (630) Celebridades (77) Ciência (177) Cinema (67) Clima e Tempo (40) Curiosidades (760) Desaparecidos (10) Eleições (178) Esporte (72) Governo Federal (310) Ibama (56) Imprensa (107) Internet (342) Itaituba (163) Justiça (624) Marabá (37) Medicilândia (160) Mundo (768) Música (125) Norte Energia (185) Novo Repartimento (23) Pacajá (38) Pará (776) Placas (43) Polícia (2006) Política (1038) Porto de Moz (25) Religião (529) Rurópolis (67) Santarém (201) SBT (290) Souzel (35) Tecnologia (215) Televisão (344) Transamazônica (342) Tucuruí (39) Uruará (291) Vitória do Xingu (123)