Slideshow

Breaking News

Menino de 9 anos entra na faculdade para provar que Deus existe

William Maillis pretende se dedicar ao estudo da astrofísica para provar que o universo só pode ter se formado por forças externas.
Menino de 9 anos entra na faculdade para provar que Deus existe
Com apenas 9 anos, William Maillis já é formado no ensino médio em Penn Towship, na Pensilvânia, Estados Unidos, e cursa o ensino superior na Community College of Allegheny Country. E tem o objetivo de estudar física e provar que Deus existe.

Apesar de levar uma vida como a de qualquer outro menino de sua idade, praticando esportes, jogando vídeo game e contando piadas, William já está trabalhando em suas próprias teorias sobre como o universo foi criado. Ele pretende provar que Deus existe através da física e química.

Em entrevista a revista People, o menino quer atestar que somente uma força externa seria capaz de formar o universo. Para isso, ele pretende ir para uma universidade maior, como a Carnegie Mellon University, onde quer se aprovundar em física e química, fazer um doutorado e trabalhar como astrofísico.

A família afirma que a criança desde bebê já se destacava em comparação às pessoas da mesma idade. Com apenas 6 meses ele já conhecia números e começou a dizer frases completas com apenas 7 meses. Com 2 anos ele já conseguia ler, escrever e fazer multiplicação. Aos 4 anos William já sabia grego e, aos 5 anos, já dominava a geometria. E, aos 7 anos, o menino já dominava conceitos de trigonometria.

O professor universitário de William, Aaron Hoffman, declarou que, além da idade, um detalhe difere o menino dos outros alunos: ele é o único que não usa material de anotação em sala de aula, mas ouve atentamente as lições, lê os livros e absorve o conhecimento.

Segundo a People, o pai do menino, Peter, é um sacerdote da igreja ortodoxa grega. “Eu só quero que ele aproveite o dom que tem. Eu sempre digo a ele: ‘Deus lhe deu um presente. A pior coisa seria rejeitar esse dom e não usá-lo para melhorar o mundo’”, disse o pai.

Nenhum comentário