Juiz manda cortar água, luz e comida para desocupar escola

segunda-feira, novembro 07, 2016

A ocupação de escolas por estudantes desocupados já causa um prejuízo enorme ao país. Cansados de apelar para justiça quem não é adepto está mudando de cidade. Para tentar resolver o problema um juiz tomou uma decisão inédita.

“Não é tortura. Era para o convencimento dos estudantes” disse a ÉPOCA o juiz da Vara da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, Alex Costa de Oliveira, sobre a decisão em que autorizou o corte de água, energia e gás e o uso de instrumentos sonoros contínuos para impedir o sono dos alunos de uma escola ocupada no Distrito Federal.

Segundo a decisão, de 30 de outubro, que viralizou nas redes sociais, a polícia poderia ainda impedir o acesso de terceiros, em especial parentes e conhecidos dos alunos, e de alimentos no Centro de Ensino Ave Branca de Taguatinga, bairro de Brasília.

A Polícia Militar foi acionada para fazer a desocupação na manhã desta terça-feira (1º).

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também

Acidentes (649) Altamira (950) Anapu (47) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1663) Brasil Novo (630) Celebridades (76) Ciência (177) Cinema (67) Clima e Tempo (40) Curiosidades (754) Desaparecidos (10) Eleições (176) Esporte (72) Governo Federal (307) Ibama (56) Imprensa (107) Internet (341) Itaituba (163) Justiça (621) Marabá (37) Medicilândia (160) Mundo (764) Música (124) Norte Energia (185) Novo Repartimento (23) Pacajá (38) Pará (773) Placas (43) Polícia (2004) Política (1033) Porto de Moz (25) Religião (528) Rurópolis (67) Santarém (200) SBT (290) Souzel (35) Tecnologia (214) Televisão (344) Transamazônica (342) Tucuruí (39) Uruará (290) Vitória do Xingu (123)