Slideshow

Breaking News

Mil pessoas são suspeitas de receber Bolsa Família de forma irregular em Porto de Moz e Senador José Porfírio


Os beneficiários aparecem em uma lista do Ministério Público Federal, MPF, que aponta como suspeitas cerca de 1.140 pessoas que estariam recebendo de forma irregular o benefício social do governo federal nas cidades de Senador José Porfírio e Porto de Moz no baixo Xingu. No total cerca de 23.833 pessoas em todo o Pará também estariam recebendo o benefício sem preencher os requisitos previstos para participarem do programa Bolsa Família.

O MPF expediu recomendações para as prefeituras, para que visitem os domicílios afim de comprovar as suspeitas, o diagnóstico do PMF apontou grupos de beneficiários com indicativos de renda incompatíveis com o perfil de pobreza ou extrema pobreza exigido pelas normas do programa. Segundo o Raio-X Bolsa Família, projeto de iniciativa do MPF, de 2013 a maio de 2016 os pagamentos a perfis suspeitos de irregularidades totalizam R$ 95,9 milhões no Estado.

No Brasil todo, o projeto coordenado pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF identificou mais de 912 mil beneficiários suspeitos de irregularidades em 4.703 municípios, o que pode ter causado prejuízos aos cofres públicos de mais de R$ 3,32 bilhões.

O diagnóstico sobre o maior programa de transferência de renda do governo federal, assim como as ações propostas e os resultados alcançados estão disponíveis no site www.raioxbolsafamilia.mpf.mp.br. Nele, o cidadão poderá acessar a versão interativa da ferramenta de inteligência desenvolvida pelo MPF e filtrar os dados selecionando a(s) unidade(s) da federação e município(s) que desejar.

Por: Felype Adms (com informações do MPF)

Nenhum comentário