Ataque a mesquita deixa seis mortos no Canadá

segunda-feira, janeiro 30, 2017
O ataque ocorre um dia depois de o governo canadense anunciar que oferecerá residência temporária aos indivíduos que ficaram 'presos' no Canadá após a decisão dos Estados Unidos de proibir a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana.
Imprensa e pessoas de Quebec acompanham o atendimento às vítimas após ataque
Mathieu Belanger/Reuters 
Seis pessoas morreram e ao menos oito ficaram feridas no ataque a uma mesquita do Quebec, no Canadá, na noite deste domingo (29), já na madrugada de segunda-feira (30) no Brasil. O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, está tratando o caso como um "ataque terrorista".

Em comunicado oficial, o premiê condenou o ocorrido. "Enquanto as autoridades ainda estão investigando e os detalhes continuam sendo confirmados, é doloroso ver essa violência sem sentido. A diversidade é a nossa força, e a tolerância religiosa é um valor que nós, como canadenses, temos", disse.

Mais cedo, ele havia manifestado seu pesar às famílias das vítimas através do Twitter. "Hoje à noite, os canadenses sofrem pelos mortos em um ataque covarde em uma mesquita em Quebec. Meus pensamentos estão com as vítimas e suas famílias."

Cinco feridos teriam sido levados para o Hospital Universitário de Quebec e outros três para hospitais da região.

Duas pessoas foram presas e estão sob investigação como suspeitas de ter cometido o crime. Testemunhas disseram a um jornal local que os autores teriam sido três. Eles teriam invadido a mesquita durante as orações e aberto fogo. Um deles teria conseguido fugir.

Um dos suspeitos estaria carregando um rifle AK-47.

Cerca de 40 pessoas estavam no prédio durante o ataque. A mesquita fica no bairro Ste-Foy.
Equipe policial atua nas proximidades da mesquita que sofreu o ataque em Quebec
Mathieu Belanger/Reuters
O ataque ocorre um dia depois de o governo canadense anunciar que oferecerá residência temporária aos indivíduos que ficaram 'presos' no Canadá após a decisão dos Estados Unidos de proibir a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

Com informações do UOL

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (651) Altamira (953) Anapu (47) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1669) Brasil Novo (630) Celebridades (79) Ciência (177) Cinema (67) Clima e Tempo (40) Curiosidades (763) Desaparecidos (10) Eleições (178) Esporte (72) Governo Federal (311) Ibama (56) Imprensa (108) Internet (342) Itaituba (164) Justiça (624) Marabá (37) Medicilândia (160) Mundo (769) Música (126) Norte Energia (185) Novo Repartimento (23) Pacajá (38) Pará (776) Placas (43) Polícia (2008) Política (1039) Porto de Moz (25) Religião (530) Rurópolis (67) Santarém (201) SBT (291) Souzel (35) Tecnologia (215) Televisão (345) Transamazônica (343) Tucuruí (39) Uruará (291) Vitória do Xingu (123)