Temer define retrato oficial como presidente da República

quarta-feira, janeiro 25, 2017
Publicitário do PMDB afirmou que fotografia foi feita com base em pedidos do presidente para transmitir 'calma e estabilidade para enfrentar as crises política e econômica do país'
Foto oficial do presidente Michel Temer (Foto: Divulgação / Orlando Brito)
Cinco meses após assumir definitivamente o comando do Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer definiu seu retrato oficial com a faixa presidencial. Tradição entre os presidentes da República, a fotografia é distribuída às repartições públicas federais.

A imagem foi feita pelo fotógrafo Orlando Brito no final de dezembro no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência, onde Temer ainda mora.

O retrato de Temer traz, em destaque, símbolos da República, como a bandeira nacional exibindo as palavras ordem e progresso, que foram adotadas como slogan da gestão do peemedebista. Além disso, ele manteve a tradição e posou com a faixa verde e amarela com o brasão da República.

Segundo o publicitário do PMDB Elsinho Mouco, a concepção da fotografia tem como base pedidos de Temer para transmitir calma e estabilidade para enfrentar as crises política e econômica do país. Mouco contou que, antes de produzirem a imagem, ele analisou as fotografias dos últimos 10 presidentes da República.

“Fizemos com base no briefing do presidente, que queria um foto serena, passando confiança para o desafio do momento. Estudamos os retratos dos últimos 10 presidentes. Cada um fala muito sobre o perfil de cada um. Temer queria uma coisa mais Fernando Henrique Cardoso, que posou com livros atrás dele”, ponderou Mouco.

O publicitário do partido de Temer argumentou ainda que a foto oficial não foi tirada para “reforçar o culto à personalidade, mas para mostrar um compromisso com a ordem e o progresso”.

Em entrevista ao jornal 'O Globo' em setembro do ano passado, Temer chegou a dizer que ver sua foto pendurada o fazia sentir que já tinha morrido, além de ser um "exagero" e um "culto à personalidade".

Ao jornal, o presidente também disse que só pretendia usar a faixa presidencial quando fosse para entregá-la ao sucessor. A utilização do objeto, alegou, era "soberba".

Segundo o Planalto, a fotografia já estava sendo providenciada desde outubro. Assessores do palácio informaram ao G1 que Temer fez, pelo menos, duas sessões fotográficas para o retrato oficial.

Nos ensaios, ele posou para o fotógrafo tanto usando a faixa presidencial quanto sem a peça. Além disso, Temer solicitou que fossem apresentadas a ele alternativas com diferentes fundos e gravatas.

Por Luciana Amaral, G1, Brasília

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (677) Altamira (985) Anapu (48) Belo Monte (222) Belo Sun (13) Brasil (1732) Brasil Novo (639) Celebridades (85) Ciência (182) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (824) Desaparecidos (10) Eleições (197) Esporte (73) Governo Federal (331) Ibama (57) Imprensa (112) Internet (366) Itaituba (170) Justiça (654) Marabá (39) Medicilândia (165) Mundo (800) Música (127) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (40) Pará (823) Placas (44) Polícia (2073) Política (1121) Porto de Moz (25) Religião (540) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (295) Souzel (35) Tecnologia (227) Televisão (357) Transamazônica (349) Tucuruí (45) Uruará (299) Vitória do Xingu (126)