Adolescente é apreendido suspeito de matar mãe e padrasto PM no Rio

domingo, fevereiro 12, 2017
O subtenente e sua esposa, Rafaella - Foto: Facebook / Reprodução
Um adolescente de 15 anos foi apreendido por policiais da Divisão de Homicídios (DH) suspeito de matar a mãe, Raphaela de Farias Guimarães, e o padrasto, o subtenente Marcos Cesar Tarradt. Os corpos das vítimas foram encontrados na casa onde moravam, no conjunto Cesarão, em Santa Cruz, na Zona Oste do Rio, na noite desta quinta-feira. Além do adolescente, outros dois menores e um homem de 20 anos foram detidos.

A DH também recuperou o carro do casal, um modelo Ford Fox vermelho, além de laptop, telefone celular e outros bens levados da residência. A arma do subtenente, porém, não foi encontrada. De acordo com os agentes da DH, o adolescente não morava com a mãe e, sim, com o pai.

De acordo com uma prima do subtenente, o crime teria ocorrido na noite de quarta. O casal teria sido amarrado antes de levar facadas. Há informações de que o sutenente teria tido uma discussão com o enteado na véspera dos assassinatos.

- Eles foram mortos na quarta e só foram encontrados ontem. Segundo informações, a vizinha ouviu um barulho de agressividade do menino, mas era assim de vez em quando. A vizinha estranhou porque não viu movimento na casa da Raphaela e o Marquinhos não apareceu no quartel - com a prima.

Segundo ela, há comentários de que, no dia seguinte ao crime, o filho de Raphaela manteve a rotina:

- Segundo informações o menino foi para escola no dia seguinte, como se nada tivesse acontecido e depois foi para a casa do pai. A polícia foi até a casa do pai para levá-lo para interrogar.

Uma sobrinha de Tarradt postou um desabafo em tom de revolta:

"Faço questão de dizer que o principal suspeito é o filho da Raphaela. Isso mesmo. Um menino que, com a ajuda de 'amigos' tirou a vida do meu tio e da mãe. Mundo nojento!".

Um amigo do policial, que preferiu não se identificar, disse que o subtenente era um homem "de ótimo coração".

- Era um amigão, um homem de ótimo coração. Ajudava toda a comunidade com várias campanhas, do agasalho, da sopa, do Natal sem fome. Era um policial de bairro - disse.

O subtenente tinha 48 anos e estava na corporação havia 28 anos, informou a assessoria de imprensa da PM. Ele foi o 20º policial assassinado no Rio em 2017.

Luto em redes sociais


"Não sei o que motivou essa tragédia , mas sei de uma coisa: fizeram a maior covardia com um casal lindo de amigos, Tarradt e Raphaela, venho aqui deixar minha tristeza, minha indignação por essa covardia, mesmo sabendo que dá justiça divina ninguém escapa, já que a nossa aqui dos homens sabemos que é falha e injusta. Vão com Deus meus amigos, triste por não ter mas aqui em nossos olhos, mas a certeza que estará em nossos corações, #luto #tarradt #Rafaella #justica #pmerj #saudades".

"Não sou de ficar compartilhando esse tipo de coisa, mas eu fiquei chocada com essa notícia! Cada vez a violência se aproxima mais de nós. Tá muito perto! Que Deus console os familiares, que Deus livre e guarde os nossos. #tristerealidade".

"Amanhecendo com uma triste notícia! Que Deus conforte todos os seus familiares! #Tarradt #Raphaela Nem dentro de casa estamos tranquilos!".


Fonte: Extra
Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também

Acidentes (649) Altamira (951) Anapu (47) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1665) Brasil Novo (630) Celebridades (77) Ciência (177) Cinema (67) Clima e Tempo (40) Curiosidades (759) Desaparecidos (10) Eleições (178) Esporte (72) Governo Federal (308) Ibama (56) Imprensa (107) Internet (342) Itaituba (163) Justiça (623) Marabá (37) Medicilândia (160) Mundo (767) Música (125) Norte Energia (185) Novo Repartimento (23) Pacajá (38) Pará (775) Placas (43) Polícia (2006) Política (1036) Porto de Moz (25) Religião (529) Rurópolis (67) Santarém (201) SBT (290) Souzel (35) Tecnologia (214) Televisão (344) Transamazônica (342) Tucuruí (39) Uruará (291) Vitória do Xingu (123)