Slideshow

Breaking News

Pacientes internados no Hospital Regional de Altamira participam de sessão de cinema e apresentação musical


“Doses de alegria e comprimidos de saúde”, disse a enfermeira coordenadora da Clínica Pediátrica, Alnilan Urel, ao ver nos corredores do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, a presença dos membros do Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) com a proposta de tirar a rotina do hospital, por um momento, e, assim, oferecer sessão de cinema e música ao vivo para os pacientes internados na unidade.

A programação começou às 16h desta sexta-feira, 24/2, com a exibição do filme “Rio” para as crianças. O ambiente eleito para receber os pacientes foi a Brinquedoteca. O espaço foi ornamentado com enfeites e balões em alusão ao Carnaval. Quem gostou da ideia foi o paciente, M. X. S, de 12 anos. Internado há dez dias na unidade, a criança não tirava os olhos da telinha, cada cena era motivo de gargalhada e um riso estampava o rosto de quem gosta de animação. Assim como M. X. S, mais quatro crianças foram agraciadas com a programação infantil. “Gostei da iniciativa do hospital para entreter as crianças. É uma ação inovadora. Eu gostei muitíssimo”, comenta o pai do paciente M. X. S, Josenildo Francisco de Santana. Às 17h, a banda do Exército se apresentou, e no repertório, as famosas marchinhas de Carnaval.







Alegria

Vestidos a caráter com adereços temáticos, o bloco de Carnaval dos membros do GTH animou os pacientes e acompanhantes. A aposentada Raimunda Eufrauzino dos Santos, de 63 anos, diagnosticada recentemente com doença renal crônica, não resistiu quando percebeu a presença da banda do Exército na unidade. Assim, como ela, outros usuários e acompanhantes da Clínica Médica fizeram questão de conferir de perto as apresentações. “Estou adorando ver a banda tocar. Isso anima qualquer paciente”, declara feliz a idosa do município de Anapu (PA), que queria dançar o Carnaval.

Quem também aprovou a iniciativa foi a auxiliar administrativa, Luciana Serafim, de 32 anos. Ela está acompanhando o esposo que está internado na unidade há três dias. “Véspera de Carnaval e a gente não imagina passar o período dentro do hospital. Ações como essas animam o dia de pessoas que estão acamadas. Isso é um convite de esperança e alegria”, declara a acompanhante.


De acordo com a gerente de Recursos Humanos do HRPT, Lívia Viana ações como essa ajudam no tratamento e contribui para a recuperação do paciente. “Eu sinto gratidão. Ter a oportunidade de proporcionar para crianças, assim, como para todos os pacientes internados um momento de descontração e alegria, é sensacional. Aqui dentro é uma perspectiva diferente. É Carnaval lá fora, mas também é Carnaval aqui dentro e, por meio de ações simples, tornamos mais fácil a permanência de quem está em tratamento na unidade: o paciente”, explica Lívia Viana.

No HRPT, que é gerenciado pela entidade Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) conta com 17 membros ativos. O GTH é um instrumento institucional que tem o papel de estabelecer estratégias que garantam a humanização na assistência prestada pela unidade, conforme a Política Nacional de Humanização, estabelecida pelo Ministério da Saúde. O bem-estar dos colaboradores também é um dos focos do grupo.

Por Ana Maria Negreiros