Slideshow

Breaking News

Petrobrás se pronuncia sobre valores dos combustíveis exportados à Bolívia


Depois de divulgadas pelo Sindicato de Postos de Combustíveis de Goiás, as notas fiscais, com valores da gasolina para exportação à Bolívia, geraram grande repercussão nas redes sociais. Devido à isso, o Blog do Caminhoneiro entrou em contato com a Petrobrás e prontamente foi respondido.

Imagens de uma nota fiscal e também um áudio que circulam nas redes sociais mostram que o valor cobrado da gasolina para exportação é menos da metade do valor cobrado no Brasil. Os postos de combustível no Brasil compram o litro da gasolina com 27% de etanol anidro por R$ 3,39. Já a gasolina pura exportada à Bolívia saí por R$ 1,59. No áudio ainda é informado o valor de R$ 0,80 para o diesel exportação.


Como o valor é bem baixo, mesmo com a distancia de mais de 2.400 quilômetros de Senador Canedo-GO até a Bolívia, compensa para os postos bolivianos. A Petrobrás tem um acordo de venda com a YPFB, e é a empresa boliviana que arca com custos de transporte e impostos do país vizinho.

No Brasil há diversos impostos incidentes sobre o valor de venda do combustível, e esse custo extra não é repassado para exportação. Ainda, de acordo com a Petrobrás, o valor de venda dos combustíveis é o mesmo, mas no Brasil a carga de impostos acaba dobrando o valor do litro do combustível.


Veja a íntegra da nota da Petrobrás:

Os preços médios de exportação para a Bolívia estão alinhados ao preço da venda no mercado interno. Não há incidência de tributos na exportação de derivados, portanto não cabe a comparação entre os preços de exportação e de venda no mercado interno.

A Petrobras possui um contrato vigente para a comercialização de gasolina com a empresa boliviana YPFB, que arca com os custos logísticos para transportar o produto até o destino, bem como os eventuais custos e impostos para nacionalização dos produtos na Bolívia.

A companhia esclarece ainda que a composição final dos preços dos combustíveis nas bombas não depende exclusivamente da Petrobras. Tributos e margens de comercialização são alguns dos componentes do preço final ao consumidor.

Confira a incidência de cada um na gasolina, no Brasil, no link http://www.petrobras.com.br/pt/produtos-e-servicos/composicao-de-precos/gasolina/

Veja a NFe que foi divulgada nas redes sociais, CLICANDO AQUI.

Fonte: Blog do Caminhoneiro