Slideshow

Breaking News

Quase metade dos brasileiros nunca votaria em Lula para presidente, diz pesquisa

Estudo do Instituto Paraná mostra que o petista é reprovado por 45,7% da população
Lula é também líder das pesquisas de intenção de voto AFP
Apesar de líder nas pesquisas de intenção de voto para a corrida presidencial de 2018, o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o mais rejeitado entre os brasileiros. De acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (23), pelo Instituto Paraná, 45,7% da população nunca votaria no petista em uma eleição presidencial.

Na sequência da lista de rejeição na pesquisa estimulada — quando o nome dos possíveis candidatos é citado pelo entrevistador — aparecem o senador do PSDB Aécio Neves (25%), o presidente Michel Temer (24%) e o deputado Jair Bolsonaro (17,9%).

Marina Silva (12,3%), Roberto Justos (9,9%), Geraldo Alckmin (9,9%), Ciro Gomes (9%) e Joaquim Barbosa (7,3%) completam a lista de nomes que nunca seriam votados.

Entre os entrevistados, outros 6,5% disseram que nunca votariam em nenhum e 4,4% não souberam responder ao questionamento.

Além de mais rejeitado, o nome do ex-presidente aparece à frente em uma pesquisa realizada pelo próprio Instituto Paraná no começo de fevereiro. De acordo com o levantamento, o nome de Lula é o preferido de 22,6% da população. No levantamento, o petista é seguido por Aécio (12,9%), Marina (12,6%) e Bolsonaro (12%).

O diretor do instituto de pesquisas, Murilo Hidalgo, explica que o ex-presidente possuí uma forte base eleitoral que o colocaria no segundo turno do pleito de 2018, mas reforça que a rejeição em torno do petista o traria dificuldade para vencer a eleição e voltar à Presidência.

"Ele [Lula] seria favorito em qualquer primeiro turno se as eleições fossem logo, mas teria uma imensa dificuldade de vencer em um eventual segundo turno".

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas com 2.020 eleitores entre os dias 12 e 15 de fevereiro de 2017. O nível de confiança do levantamento é de 95% e a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Reprodução/Paraná Pesquisas


Fonte: R7