Após invasão e corte de árvores, polícia federal investigação ocupação na Terra Indígena Arara

domingo, março 19, 2017

Foram três semanas de uma ocupação na área da reserva indígena e retirada de árvores que assustaram índios Arara na BR 230 entre as cidades de Medicilândia e Uruará, no sudoeste do Pará. A ocupação foi freada pelo IBAMA e Polícia Federal que passam a investigar o caso. Nos dias 14, 15 e 16 do mês de março, esses órgãos realizaram operação para confirmar denuncias, realizada pela FUNAI.

Boa parte da madeira retirada já foi catalogada pelo IBAMA, parte dela já estava beneficiada, as toras e tábuas estão sendo doadas para órgãos públicos como a Secretaria de Meio Ambiente de Medicilândia, a prefeitura deve usar a madeira para reconstruir pontes nas vicinais do município. Na cidade, o assunto está em toda parte, pessoas que chegaram a demarcar lotes na área estão deixando a região após a chegada da PF.

Em NOTA a polícia federal confirmou que recebeu as denuncias através da FUNAI, e confirmou o desmatamento após sobrevoo na área. A nota explica ainda que esse tipo de invasão e desmatamento de terras indígenas configura crime de acordo com a Lei 6001 de 1973.

Por: Felype Adms e Renan Bezerra, com informações da PF

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (665) Altamira (964) Anapu (48) Belo Monte (221) Belo Sun (13) Brasil (1686) Brasil Novo (635) Celebridades (83) Ciência (180) Cinema (69) Clima e Tempo (40) Curiosidades (786) Desaparecidos (10) Eleições (183) Esporte (72) Governo Federal (319) Ibama (56) Imprensa (110) Internet (349) Itaituba (168) Justiça (633) Marabá (37) Medicilândia (163) Mundo (783) Música (126) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (39) Pará (797) Placas (44) Polícia (2032) Política (1067) Porto de Moz (25) Religião (536) Rurópolis (69) Santarém (203) SBT (293) Souzel (35) Tecnologia (218) Televisão (352) Transamazônica (345) Tucuruí (40) Uruará (296) Vitória do Xingu (124)