Após invasão e corte de árvores, polícia federal investigação ocupação na Terra Indígena Arara

domingo, março 19, 2017

Foram três semanas de uma ocupação na área da reserva indígena e retirada de árvores que assustaram índios Arara na BR 230 entre as cidades de Medicilândia e Uruará, no sudoeste do Pará. A ocupação foi freada pelo IBAMA e Polícia Federal que passam a investigar o caso. Nos dias 14, 15 e 16 do mês de março, esses órgãos realizaram operação para confirmar denuncias, realizada pela FUNAI.

Boa parte da madeira retirada já foi catalogada pelo IBAMA, parte dela já estava beneficiada, as toras e tábuas estão sendo doadas para órgãos públicos como a Secretaria de Meio Ambiente de Medicilândia, a prefeitura deve usar a madeira para reconstruir pontes nas vicinais do município. Na cidade, o assunto está em toda parte, pessoas que chegaram a demarcar lotes na área estão deixando a região após a chegada da PF.

Em NOTA a polícia federal confirmou que recebeu as denuncias através da FUNAI, e confirmou o desmatamento após sobrevoo na área. A nota explica ainda que esse tipo de invasão e desmatamento de terras indígenas configura crime de acordo com a Lei 6001 de 1973.

Por: Felype Adms e Renan Bezerra, com informações da PF
Clique no botão abaixo e Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também