Cientistas demonstram que a alma não morre, mas que regressa ao universo

sábado, março 11, 2017
Dois cientistas com reconhecimento internacional afirmam poder provar a existência da alma


A consciência é o conhecimento imediato que temos de nós mesmos, de nossos atos e reflexões, mas também a capacidade dos seres humanos de ver e reconhecer a si mesmos e de julgar sobre essa visão e reconhecimento. Sua natureza causou muitas perguntas desde que temos memória e possui implicações existenciais, médicas e espirituais.

O doutor Stuart Hameroff, do Departamento de Anestesiologia e Psicologia assim como diretor do Centro de Estudos de Consciência da Universidade do Arizona, na cidade de Tucson, Estados Unidos, e seu colega, Sr. Roger Penrose, físico matemático na Universidade de Oxford, no Reino Unido, estão desde 1996 trabalhando em uma teoria quântica da consciência, que estabelece que nossas almas estão contidas em estruturas chamadas microtúbulos, que habitam nossas células cerebrais.

“A ideia nasce de que o cérebro é um computador biológico, com cem bilhões de neurônios cujas conexões sinápticas atuam como redes de informação”.

Suas conclusões destacam que nossas experiências são o resultado dos efeitos da gravidade quântica nos microtúbulos, um processo chamado de redução objetiva orquestrada.


A comunicação entre neurônios mediante a secreção de neurotransmissores se realiza através de vesículas sinápticas distribuídas ao longo de seus axônios. O citoesqueleto dos neurônios desempenha um papel de suma importância na dinâmica destas vesículas. Hameroff e Penrose propõem que os microtúbulos, as unidades menores do citoesqueleto, atuam como canais para a transferência de informação quântica responsável da consciência.

Até agora havia um certo consenso científico em considerar que a consciência emergiu como uma propriedade dos organismos biológicos durante a evolução. Seria, portanto, uma adaptação benéfica que proporciona uma vantagem evolutiva às espécies conscientes. Em troca, a teoria Orch OR afirma que a consciência é uma característica intrínseca da ação de um universo não computável.

“Segundo uma reportagem publicada pelo Daily Mail, em uma experiência próxima da morte, por exemplo, os microtúbulos perdem seu estado quântico, mas a informação dentro deles não se destrói. Ou seja, que em termos compreensíveis, a alma não morre, senão que volta ao universo.”

O Dr. Hameroff explica detalhadamente sua teoria em um documentário narrado por Morgan Freeman, chamado “Through the wormhole” (Através do buraco do verme), que foi transmitido pelo canal Science dos Estados Unidos. Neste documentário o médico Hameroff declarou que quando “o coração deixa de bater, o sangue deixa de fluir, os microtúbulos perdem seu estado quântico. A informação quântica nos microtúbulos não se destrói; não pode ser destruída; simplesmente se distribui e se dissipa pelo universo.

E ele acrescentou que, se o paciente é ressuscitado, esta informação quântica pode voltar aos microtúbulos e o paciente disse “Tive uma experiência próxima da morte”. No entanto, se o paciente morre, “seria possível que esta informação quântica exista fora do corpo indefinidamente, como uma alma”.


O Dr. Hameroff acredita que as novas ideias sobre o papel da física quântica nos processos biológicos, como a navegação nos pássaros, ajudam a confirmar sua teoria.

Ambos cientistas, de renome internacional, se unem à teoria da existência da alma. O Dr. Rick Strassman também afirma que a entrada da alma no corpo humano se produz através da glândula pineal.
Clique no botão abaixo e Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também

Acidentes (630) Altamira (921) Anapu (46) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1611) Brasil Novo (624) Celebridades (74) Ciência (172) Cinema (66) Clima e Tempo (35) Curiosidades (705) Desaparecidos (10) Eleições (164) Esporte (69) Governo Federal (299) Ibama (56) Imprensa (105) Internet (330) Itaituba (159) Justiça (594) Marabá (36) Medicilândia (155) Mundo (748) Música (121) Norte Energia (185) Novo Repartimento (21) Pacajá (37) Pará (743) Placas (42) Polícia (1952) Política (990) Porto de Moz (20) Religião (520) Rurópolis (64) Santarém (197) SBT (289) Souzel (33) Tecnologia (212) Televisão (340) Transamazônica (338) Tucuruí (37) Uruará (283) Vitória do Xingu (119)