Cratera chama de "Boca do Inferno" não para de crescer e deixa cientistas preocupados

quinta-feira, março 02, 2017
(Foto: Divulgação)
Um buraco de 1 quilômetro de extensão e 85 metros de profundidade não para de crescer na Rússia e é chamado de "Boca do Inferno" por pessoas que vivem na região.

Cientistas asseguram que se trata de uma cratera única que, um registro de 200 mil anos de história da Terra. A gigante cratera emerge de de forma dramática na floresta boreal da Sibéria à medida que o permafrost (tipo de solo que está sempre congelado) derrete com o efeito do aquecimento global.

A cratera tem crescido na média de 10 metros por ano, porém em anos mais quentes esse aumento chegou a 30 metros, conforme indicou o estudo Instituto Alfred Wegener em Potsdam, na Alemanha.

Portal Atualizado

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (677) Altamira (985) Anapu (48) Belo Monte (222) Belo Sun (13) Brasil (1732) Brasil Novo (639) Celebridades (85) Ciência (182) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (824) Desaparecidos (10) Eleições (197) Esporte (73) Governo Federal (331) Ibama (57) Imprensa (112) Internet (366) Itaituba (170) Justiça (654) Marabá (39) Medicilândia (165) Mundo (800) Música (127) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (40) Pará (823) Placas (44) Polícia (2073) Política (1121) Porto de Moz (25) Religião (540) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (295) Souzel (35) Tecnologia (227) Televisão (357) Transamazônica (349) Tucuruí (45) Uruará (299) Vitória do Xingu (126)