Hospital Regional de Altamira recebe moção de aplausos da Assembleia Legislativa do Pará

sábado, março 25, 2017

O Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, recebeu moção de aplausos da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) em reconhecimento aos dez anos de serviços prestados à população da região integrada do Xingu/Transamazônica.

Em seu requerimento, o deputado estadual Ozório Juvenil (PMDB) justifica que a unidade é extremamente importante para a saúde na região e reconhece o compromisso da instituição com a segurança do paciente e a qualidade do atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o diretor-geral da unidade, Edson Primo, a moção de aplausos é resultado da busca pela excelência no atendimento. “Isso é o reconhecimento não só da população de Altamira e da região, mas do Estado, aos relevantes serviços prestados pelo Hospital Regional. É o reconhecimento do serviço de qualidade que é prestado aqui. Esse voto mostra que, nesses dez anos, o trabalho foi desempenhado de forma eficiente. Portanto, essa honraria muito nos alegra, porque ela extrapola as fronteiras do hospital”, argumentou.

Localizado na Amazônia Legal, o Hospital Regional Público da Transamazônica é a única unidade pública da região que oferece serviço de hemodiálise. É referência em atendimento de média e alta complexidades para cerca de 600 mil pessoas em nove municípios e certificado pela Organização Nacional de Acreditação como ONA 3 - Acreditado com Excelência, considerado o maior título da área de saúde no Brasil.

Desde a sua inauguração, em 2006, o HRPT é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Em uma década, a unidade realizou mais de 2,6 milhões de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames, sessões de hemodiálise e atendimentos ambulatoriais. Esse número é oito vezes superior à população referenciada pelo 10º Centro Regional de Saúde, responsável pela regulação dos pacientes para a unidade.

Por Thaís Portela
Clique no botão abaixo e Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também