MANDATO DE SIMÃO JATENE É CASSADO PELO TRE

quinta-feira, março 30, 2017
(Foto: Cristino Martins/Agência Pará)
O governador Simão Jatene (PSDB) teve seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O julgamento, que teve início pela manhã desta quinta-feira (30), terminou com o resultado de quatro votos favoráveis à cassação, e dois contra a perda do mandato de Jatene. Zequinha Marinho, vice-governador do estado, também teve seu mandato cassado.

O governador foi condenado por ter cometido abuso na distribuição do Cheque Moradia durante os meses que antecediam a eleição de 2014. O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) investigou a denúncia, e confirmou que o número de cheques entregues neste período mais que triplicaram, o que configura uma espécie de compra de votos indiretamente.

JATENE PODE RECORRER

A medida tem caráter suspensivo, e Jatene pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda no cargo de governador.

Como a decisão foi tomada com mais de 50% do mandato cumprido por Simão Jatene, não haverá outra eleição, caso a cassação seja mantida.

Como o vice-governador Zequinha Marinho também teve seu mandato cassado, quem assumirá o cargo até 2018 – no caso de confirmação da cassação, é o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Márcio Miranda.

SERVIDORES DA COHAB E COORDENADOR COMUNITÁRIO TAMBÉM CONDENADOS

João Hugo Barral de Miranda, Maria Cláudia Zaidan Gonçalves, ambos servidores da Cohab, e a coordenadora comunitária Maria Sônia da Costa Massoud, foram condenados pelo tribunal, que confirmou a participação do trio no esquema de compra de votos através do Cheque Moradia.

RELEMBRE O CASO

O julgamento desta quinta foi uma continuação de um processo iniciado ainda em 2015. O julgamento foi interrompido após o pedido da Juíza Federal Said Daibes Pereira, que pediu para revisar o processo antes de tomar uma decisão sobre o caso.

Os procuradores do MPPA entraram mais uma vez, em dezembro do ano passado, com o pedido de cassação de Simão Jatene e mais 47 candidatos que disputaram as eleições de 2014. Este é apenas o primeiro, de três pedidos de cassação de mandato contra o governador reeleito.

Além das irregularidades no Cheque Moradia, pesam contra Jatene as acusações de gastos excessivos com a Secretaria de Comunicação do governo estadual, e demissões no hospital Ophir Loyola dentro do período vedado por lei.

Fonte: Diário do Pará
Clique no botão abaixo e Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também

Acidentes (630) Altamira (921) Anapu (46) Belo Monte (220) Belo Sun (13) Brasil (1611) Brasil Novo (624) Celebridades (74) Ciência (172) Cinema (66) Clima e Tempo (35) Curiosidades (705) Desaparecidos (10) Eleições (164) Esporte (69) Governo Federal (299) Ibama (56) Imprensa (105) Internet (330) Itaituba (159) Justiça (594) Marabá (36) Medicilândia (155) Mundo (748) Música (121) Norte Energia (185) Novo Repartimento (21) Pacajá (37) Pará (743) Placas (42) Polícia (1952) Política (990) Porto de Moz (20) Religião (520) Rurópolis (64) Santarém (197) SBT (289) Souzel (33) Tecnologia (212) Televisão (340) Transamazônica (338) Tucuruí (37) Uruará (283) Vitória do Xingu (119)