Norte Energia equipa Funai Regional para proteger terras indígenas do Médio Xingu

quarta-feira, março 22, 2017

A Norte Energia entregou veículos e equipamentos para oito Unidades de Proteção Territorial (UPT’s) para Fundação Nacional do Índio (Funai). Conceituem-se de caminhonetes, motocicletas, embarcações a motor do tipo voadeira, equipamentos de sistema de posicionamento global (GPS), informática, comunicação e fotografia, mobílias e utensílios para que os servidores do órgão realizem os trabalhos de proteção territorial – vigilância, monitoramento e fiscalização das terras e áreas indígenas atendidas pelo Projeto Básico Ambiental – Componente Indígena (PBA-CI) do empreendimento.

No dia 17 de março, os membros de uma comissão da Funai, responsáveis pelo recebimento dos bens móveis e imóveis, que acompanham as ações do Plano de Proteção Territorial do Médio Xingu, estiveram no Porto 6, na Orla de Altamira/PA, para receber os equipamentos. Ao longo do mês, estão sendo entregues e encaminhados os equipamentos, materiais, veículos e embarcações para as Unidades de Proteção Territorial (UPTs) denominadas Transamazônica, Arara da Volta Grande, Koatinemo, Trincheira Bacajá, São Francisco e São Sebastião.


A Norte Energia também está disponibilizando recursos para a contratação de 56 colaboradores para a execução das ações de proteção territorial nos territórios indígenas sob a gestão operacional da Funai. A Norte Energia prevê ainda a contratação de mais 16 colaboradores, devidamente capacitados, para atuarem, em mais três unidades de proteção territorial, que serão construídas, equipadas e entregues no segundo semestre deste ano.

Em fevereiro de 2016, a empresa instalou na sede da Funai em Brasília e na Funai Regional, em Altamira, os Centros de Monitoramento Remoto (CMR’s), que monitoram 98% das terras indígenas do Brasil, sendo apoio importante para detectar e combater crimes ambientais e intrusões nas Terras Indígenas. O sistema integra as ações do Plano de Proteção Territorial às Terras Indígenas do Médio Xingu, abrangendo uma região muito mais extensa do que a da área de influência da Usina Hidrelétrica Belo Monte.


A disponibilização de equipes e a entrega de veículos e equipamentos de monitoramento fazem parte do Termo de Cooperação firmado entre a Norte Energia e a Funai, em atendimento às condicionantes propostas pela Funai para a emissão da Licença de Operação de Belo Monte.

Na implantação do PBA- CI, específico para o Componente Indígena já destinou cerca de R$ 390 milhões de investimentos em ações, serviços e obras aos povos e terras indígenas do médio Xingu.

Por Anderson Luis Araujo da Silva

Destaque

Veja Também