Ministro Helder libera mais de R$ 75 milhões para recuperação da orla de Santarém

segunda-feira, abril 03, 2017
Ofício assinado na última sexta-feira (31) permite à Prefeitura iniciar procedimento licitatório para ações de prevenção em áreas de riscos de desastres


O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, esteve na última sexta-feira (31), em Santarém, oeste do Pará, anunciando a liberação de mais de R$ 75 milhões de reais, no exercício de 2017, para a recuperação da orla do município. As obras visam prevenir inundações, enxurradas e erosões.

O ministro visitou a cidade no último mês de fevereiro realizando uma vistoria nos desgastes das estruturas. A área tem sofrido danos com o período de chuvas e a força das marés, que colocam em risco a segurança da população, do meio ambiente e das embarcações ancoradas.

Segundo Helder, o ofício assinado permitirá que a Prefeitura inicie imediatamente o procedimento licitatório para as ações. “De maneira preventiva estamos liberando estes recursos garantindo que o local esteja novamente apropriado para toda a população”, disse o ministro.


O prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, garantiu agilizar todos os trâmites do processo licitatório para que a obra comece de imediato, mesmo no período de cheia. “A chegada destes recursos representa a solução para um grande problema que já enfrentamos durante muitos anos. Estaremos empenhados para que este sonho vire realidade o mais rápido possível”.

Nélio disse ainda que a obra trata-se de uma “contenção de enchente” e não apenas uma obra turística ou paisagística, por isso a preocupação do apoio federal para ações emergenciais. “A cada enchente, a situação se agravava e corríamos o risco até de romper definitivamente e acontecer um desastre natural e o rio voltar ao seu leito natural da Avenida Tapajós”, explicou.

O ministro Helder esteve acompanhado do senador Jader Barbalho; os deputados federais Hélio Leite, Chapadinha, Lúcio Vale, Beto Salame, Julia Marinho e Éder Mauro; os deputados estaduais Eraldo Pimenta, Ozório Juvenil, José Scaf, Chicão; o ex-prefeitos de Santarém Lira Maia, Rui Corrêa e Ronan Liberal; o presidente de Câmara de vereadores, Antônio Rocha; e os prefeitos de Juruti, Henrique Costa; de Prainha, Davi Xavier; Curuá, Zé da Marta; Rurópolis, Joselino Padilha; e Belterra, Dr. Macêdo.


O senador Jader Barbalho falou da felicidade de estar participando do evento, relembrando ainda que há 16 anos esteve na inauguração da primeira parte da Orla de Santarém. “Junto com o ex-prefeito Lira Maia, tive a satisfação de participar da inauguração desta obra fantástica. Estar na cidade hoje vivenciado mais este momento é, sem dúvida, mais um momento de grande alegria. O ministro Helder está parabéns, juntamente com o prefeito Nélio e toda a bancada de parlamentares do estado”, afirmou o senador.

O deputado federal, Hélio Leite, citou em seu discurso o destaque que o Pará está ganhando com um ministro paraense, em Brasília. “O Helder está fazendo a diferença em sempre pregar a união e, com certeza, quem ganha com tudo isso é o povo do Pará”, afirmou o deputado.

Para entender a obra

O projeto apresentado pela Prefeitura, que já foi aprovado pela área técnica da Defesa Civil Nacional, prevê a contenção e reparo do muro de arrimo e a recuperação de toda estrutura do cais. Além disso, a iniciativa prevê ainda a construção de píer ou ponte-cais e uma passarela sobre a água, suportada por largas estacas ou pilares para que as embarcações possam atracar sem causar danos a estrutura do cais. O conjunto de bombas deve permitir que o trecho não sofra alagamentos, como já houve em anos anteriores, devido a cheia dos rios Amazonas e Tapajós. Veja os locais abaixo:

Locais de implantação do conjunto de moto-bombas:

* Avenida Sete de Setembro à Travessa Assis de Vasconcelos;

* Travessa Assis de Vasconcelos à Rua Frei Ambrósio;

* Rua Vieira Ambrósio à Rua Vera Paz.

Homenagem

Durante o evento, o senador Jader Barbalho foi homenageado pela Prefeitura Municipal com uma camisa personalizada das comemorações dos 30 anos do Estádio Colosso do Tapajós, batizado de “Barbalhão”, em alusão ao parlamentar que construiu o estádio quando era governador do Pará.

Ministério da Integração Nacional

Destaque

Veja Também