Diminui número de vítimas de trânsito atendidas no Hospital Regional de Altamira

sexta-feira, maio 05, 2017
Referência em atendimento de média e alta complexidades, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira (PA), registrou uma queda de 21% no número de atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2016. De janeiro a março de 2017 foram realizados 140 atendimentos. Ano passado, esse índice foi de 179.


Essa redução ocorre paralelamente à realização de ações por órgãos públicos e instituições da região para sensibilizar a população quanto aos riscos dos acidentes de trânsito. O Hospital Regional de Altamira integra a mobilização a partir do projeto ”Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro”, realizado desde o ano passado. As orientações são repassadas a usuários, acompanhantes e colaboradores, a partir de palestras, rodas de conversa e distribuição de material educativo.

A iniciativa é um projeto contínuo, que ocorre em todas as unidades de saúde públicas do Pará, gerenciadas pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Ela consiste em promover ações de educação em saúde voltadas à conscientização sobre as sequelas oriundas de traumas por acidentes de trânsito, buscando, assim, disseminar a informação sobre o impacto dos acidentes de trânsito na sociedade, bem como, formar multiplicadores no processo de combate à insegurança no trânsito.

Segundo o diretor-geral do Hospital Regional de Altamira, Edson Primo, o ”Direção Viva” é realizado em caráter permanente na unidade, com o intuito de contribuir para reduzir ainda mais os índices de acidentes na região. “Esse projeto é a nossa principal arma no combate a essa epidemia de acidentes de trânsito que vivemos. Portanto, nós do HRPT, vamos trabalhar o assunto principalmente nas escolas. O intuito da ação é mostrar aos futuros condutores a importância de cada um deles na aplicação das regras de trânsito, além do respeito ao próximo. O nosso objetivo principal é conscientizar para evitar acidentes e, consequentemente, reduzir mortes. Esse é o grande benefício para todos”, afirma o diretor.

Lidando todos os dias com esse tipo de atendimento, o enfermeiro assistencial do Pronto Atendimento do HRPT, Gilmário Castro, descreve em quais condições chegam as vítimas de acidente de trânsito na unidade. “Geralmente, o paciente chega em estado grave. São pacientes, na maioria das vezes, sem o uso de capacete e cinto de segurança”, explica o enfermeiro.


Por Aretha Fernandes

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (678) Altamira (988) Anapu (48) Belo Monte (222) Belo Sun (13) Brasil (1738) Brasil Novo (640) Celebridades (85) Ciência (183) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (830) Desaparecidos (11) Eleições (200) Esporte (73) Governo Federal (332) Ibama (57) Imprensa (112) Internet (370) Itaituba (171) Justiça (656) Marabá (39) Medicilândia (165) Mundo (802) Música (128) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (40) Pará (824) Placas (44) Polícia (2078) Política (1125) Porto de Moz (25) Religião (541) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (295) Souzel (35) Tecnologia (227) Televisão (358) Transamazônica (349) Tucuruí (45) Uruará (299) Vitória do Xingu (126)