Estrela morreu ao mergulhar em um buraco negro – e acabou conseguindo iluminá-lo

segunda-feira, maio 08, 2017
A agência espacial americana, Nasa, observou uma estrela (que estava fora da nossa galáxia e era parecida com o sol) ser engolida e destruída por um buraco negro. Ela foi rasgada e, por isso, emitiu raios ultravioletas e alguns outros tipos de luz que, apesar de muito fortes, só chegaram à Terra em 2014.


Publicada na revista científica The Astrophysical Journal Letters, a pesquisa sugere que isso tenha acontecido há 290 milhões de anos. E que as luzes liberadas eram interações entre os detritos da estrela. A esse fenômeno, eles deram o nome de “Tidal Disruption”, em que as forças de atração do buraco negro são muito mais fortes que a própria gravidade.

Agora, a partir das imagens do satélite Swift, foi possível traçar como o evento aconteceu e como os destroços da estrela se configuraram.

Estrela iluminou buraco negro

Entendendo melhor essa força é possível descobrir de que parte exatamente do buraco essas luzes saíram, em que localização a estrela estava quando ela foi desmembrada e como os pedaços dela ficaram na borda do buraco. O que se sabe até o momento é que o tamanho do buraco negro era cerca de 10 mil vezes ou mais o tamanho do Sol.

Veja a simulação do que aconteceu:


Fonte: Vix
Clique no botão abaixo e Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Destaque

Veja Também