Sistema de Segurança do Estado intensifica investigações em Tucuruí

quinta-feira, julho 27, 2017

Por volta do meio dia desta quarta-feira, 26, o titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Jeannot Jansen, o comandante da Polícia Militar, coronel Hilton Benigno e o delegado geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, chegaram em Tucuruí para acompanhar os trabalhos iniciais de investigação do assassinato do prefeito Jones William da Silva Galvão (PMDB), de 42 anos, ocorrido na tarde dessa terça-feira, 25.

Curte nossa página no Facebook e fique atualizado!

No 13º Batalhão de Polícia Militar, localizado no bairro Santa Mônica, o general Jansen reuniu com a classe política de Tucuruí e da região sudeste, além dos deputados Iran Lima (PMDB), Soldado Tércio (PROS), Lélio Costa (PC do B) e Dirceu Ten Caten (PT). Na ocasião, o titular da Segup adiantou a prefeitos de cidades próximas como Pacajá, Novo Repartimento, Goianésia do Pará e Breu Branco, além de representantes da administração municipal, todo o esforço empreendido pelo sistema de segurança para desvendar a autoria do homicídio do prefeito de Tucuruí.

Uma nova reunião, entre representantes da Segup e das prefeituras que estiveram na reunião de hoje, já foi agendada para a próxima quarta-feira, 2 de agosto.

Ainda no batalhão da PM, foi promovida uma coletiva à imprensa. Além do secretário Jeannot, participaram o comandante da PM, coronel Hilton Benigno e o delegado geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino.

“De imediato, ainda na tarde de ontem (terça), reunimos nossos comandantes e gestores do Sistema no sentido de agilizar as diligências em Tucuruí. Estamos aqui na cidade para acompanhar, de perto, o trabalho inicial da Polícia Civil, assim como da Polícia Militar. Vamos nos empenhar, assim como fizemos no caso de Goianésia e Breu Branco”, disse o secretário Jeannot Jansen na abertura da coletiva de imprensa, realizada na sede do 13º Batalhão da PM.

Rilmar Firmino garantiu que, “apesar de complexa, a investigação vai chegar aos culpados pelo ‘crime de encomenda’. Assim foi em Goianésia, assim será em Breu Branco e Tucuruí”. O delegado informou que o prefeito foi morto com oito disparos de pistola (ponto 40); cinco acertaram a cabeça do gestor municipal. “É um crime de difícil elucidação, mas vamos chegar aos responsáveis. É um crime contra o Estado. Já estão sendo recolhidas câmeras de circuitos internos de residências, estabelecimentos comerciais, e sendo produzido o retrato-falado dos suspeitos. Policiais da Divisão de Homicídios já estão ouvindo várias testemunhas, dentre elas os operários que estavam no momento do homicídio”, informou Rilmar.

“Além de Tucuruí, as cidade de Novo Repartimento, Goianésia e Pacajá estarão recebendo reforço do Comando de Missões Especiais da Polícia Militar. Estaremos com esta ação o tempo que for necessário para a tranquilidade da população”, afirmou o coronel Hilton Benigno.

Antes de reunir com as forças de segurança, o secretário Jeannot Jansen esteve no ginásio municipal, local do velório do corpo do prefeito Jones Galvão, quando prestou condolências aos familiares.


Fonte: ORM

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (667) Altamira (966) Anapu (48) Belo Monte (221) Belo Sun (13) Brasil (1687) Brasil Novo (635) Celebridades (83) Ciência (180) Cinema (69) Clima e Tempo (40) Curiosidades (788) Desaparecidos (10) Eleições (183) Esporte (72) Governo Federal (320) Ibama (56) Imprensa (110) Internet (350) Itaituba (168) Justiça (635) Marabá (38) Medicilândia (163) Mundo (784) Música (126) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (39) Pará (798) Placas (44) Polícia (2036) Política (1068) Porto de Moz (25) Religião (536) Rurópolis (69) Santarém (204) SBT (293) Souzel (35) Tecnologia (218) Televisão (352) Transamazônica (345) Tucuruí (40) Uruará (296) Vitória do Xingu (124)