Pró-Saúde está entre instituições brasileiras que administram as emissões de carbono

terça-feira, setembro 05, 2017
As unidades gerenciadas pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar figuram entre as mais reconhecidas pelas práticas sustentáveis adotadas em seu modelo de gestão. A entidade que foi pioneira no país na elaboração de relatórios de sustentabilidade, como o Global Reporting Initiative (GRI), por hospitais públicos e, em 2017, já recebeu o prêmio “Líderes da Saúde Norte e Nordeste”, nas categorias sustentabilidade e saúde pública, apareceu também, em artigo publicado, recentemente, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre as 142 instituições brasileiras que administram sua gestão de carbono.

Curte nossa página no Facebook e fique atualizado!

De acordo com a publicação, a gestão da emissão de carbono pelas grandes instituições é uma resposta a uma das principais demandas contemporâneas: reduzir a emissão de gases do efeito estufa, e assim combater o aquecimento global. O artigo ressalta ainda que o programa Brasileiro GHG Protocol - ferramenta que auxilia o relato e verificação dos inventários de emissão de GEE - atua como um facilitador no processo de redução dessas emissões, já que é preciso mapear quanto e como está ocorrendo a poluição.

O Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém (PA), foi a primeira unidade da Pró-Saúde a publicar o inventário, o que lhe rendeu ainda a conquista do selo prata, em reconhecimento pela publicação do inventário completo.

O supervisor administrativo da Pró-Saúde no Hospital Galileu, Sandro Mendes, destaca a importância da iniciativa. “Para desenvolver qualquer ação, com o objetivo de diminuir a emissão de gases de efeito estufa, precisávamos saber o quanto estávamos poluindo e quais as principais fontes dessa poluição. Hoje, com essa ferramenta, podemos traçar objetivo e estratégias, e trabalhar sabendo onde precisamos melhorar”, enfatizou.

Resultados


Como medidas para diminuir o índice de poluição gerada ao meio ambiente, a Pró-Saúde já implantou no Hospital Galileu diversos projetos. A “Blitz dos Resíduos” é um deles e visa diminuir o índice de resíduos não recicláveis gerados pelo hospital, assim como aumentar a utilização de resíduos recicláveis. Como consequência, em 2016, o hospital gerou mais de 14 mil kg de material reciclável, enquanto que no ano anterior havia gerado uma média de 9.500 kg. Todo material coletado é destinado à Associação de Recicladores das Águas Lindas (ARAL), em Belém.

Outros resultados também já começam a ser observados na unidade, como a diminuição no consumo de energia elétrica, que obteve um índice de redução de cerca de 7% do primeiro semestre do ano de 2016 para 2017.

“Acreditamos que é possível agir de forma consciente para uma melhor qualidade de vida. A Pró-Saúde entende que, ao reduzir a emissão de gases de efeito estufa, está contribuindo para a redução de doenças. Hoje, o cuidado com o meio ambiente é primordial para uma vida saudável. E estamos buscando fazer a nossa parte nos hospitais, para assim sensibilizarmos nosso público em prol dessa nova atitude’, afirmou o diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak, que coordena o programa de Sustentabilidade da entidade no Estado.

A unidade


O Hospital Galileu é gerido pela Pró-Saúde, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), desde sua inauguração, em 2014. É uma unidade de baixa e média complexidade, sendo retaguarda no atendimento em traumato-ortopedia, clínica médica e cardiologia.

O inventário do ano de 2016 do hospital já está disponível no Registro Público de Emissões, plataforma desenvolvida pelo Programa Brasileiro GHG Protocol, que permite a publicação dos inventários de emissões de gases de efeito estufa das organizações membro do Programa. Os inventários encontram-se classificados quanto à sua profundidade, sendo a categoria bronze, àqueles que foram feitos de forma parcial; prata, aos inventários completos; e ouro, aos inventários completos verificados por uma terceira parte.

A Pró-Saúde


A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar possui 50 anos de atuação e é considerada uma das maiores instituições de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Presente em todas as regiões do Brasil, a entidade tem sob sua responsabilidade quase três mil leitos e o trabalho de cerca de 16 mil profissionais, sendo 2,9 mil médicos.

Entidade filantrópica, sem fins lucrativos, a Pró-Saúde é certificada como Entidade Beneficente de Assistência Social na Área da Saúde. Tal reconhecimento oficial pelo Ministério da Saúde reforça sua atuação no âmbito da gestão do SUS, com eficiência e qualidade, ampliando o acesso da população aos serviços.

Sua atuação na área de administração hospitalar tornou a entidade amplamente reconhecida no setor e permite que a Pró-Saúde ofereça a mesma qualidade em assessoria e consultoria, planejamento estratégico, capacitação profissional, diagnósticos hospitalares e de saúde pública, além da gestão de serviços de ensino.


HRPT - Assessoria de Comunicação

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (677) Altamira (985) Anapu (48) Belo Monte (222) Belo Sun (13) Brasil (1731) Brasil Novo (639) Celebridades (85) Ciência (182) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (822) Desaparecidos (10) Eleições (197) Esporte (73) Governo Federal (331) Ibama (57) Imprensa (112) Internet (366) Itaituba (170) Justiça (654) Marabá (39) Medicilândia (165) Mundo (799) Música (127) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (40) Pará (822) Placas (44) Polícia (2072) Política (1120) Porto de Moz (25) Religião (540) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (295) Souzel (35) Tecnologia (226) Televisão (357) Transamazônica (349) Tucuruí (45) Uruará (299) Vitória do Xingu (126)