Juiz solta morador que foi preso após matar ladrão que caiu na piscina

terça-feira, novembro 14, 2017

O morador que foi preso ao reagir a um assalto na casa dele e matar um ladrão, no final de semana em Poconé, interior do Mato Grosso, foi solto no último domingo (12) após passar por audiência de custódia em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Wagner Wilton do Carmo tem 38 anos e atua como comerciante. Ele atirou no assaltante, que ainda tentou fugir e morreu depois de cair na piscina da casa.

LADRÃO É BALEADO POR MORADOR, CAI EM PISCINA E MORRE
LADRÃO É BALEADO POR MORADOR, CAI EM PISCINA E MORRE
Aconteceu no último final de semana em Cuiabá. Dois homens invadiram uma casa, quando foram vistos pela mulher do morador, que já tinha acordado. A mulher viu os dois ladrões e gritou alertando o marido sobre o assalto. O marido estava no quarto, acordou, pegou um revólver e meteu bala nos meliantes, um dos bandidos que estava armado, foi baleado no coração, cambaleou por alguns metros e caiu na piscina, o outro, ao ver a reação meteu o pé.
Se este cidadão não estivesse armado, o corpo no fundo da piscina poderia ser o seu. Seguimos lutando pela REVOGAÇÃO DO ESTATUTO DO DESARMAMENTO.
#ForçaeHonra

Publicado por Direita Brasil Novo em Segunda, 13 de novembro de 2017



Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), o juiz José Luís Leite Lindote, da comarca de Várzea Grande, concedeu liberdade ao morador. O magistrado não estabeleceu nenhuma medida restritiva ao comerciante.

No entanto, ainda de acordo com o TJMT, o morador pode responder pelo crime de assassinado, dependendo do ponto de vista do Ministério Público Estadual (MPE) de Mato Grosso.

O caso


Wagner reagiu durante uma tentativa de assalto e matou um ladrão na manhã de sábado (11). Ele ficou preso na delegacia da Polícia Civil. Ao delegado plantonista, ele afirmou que agiu em legítima defesa. O morador contou que estava dormindo e ouviu a mulher gritando, alertando-o sobre o assalto.

Inicialmente o morador havia sido conduzido para a delegacia onde daria esclarecimentos sobre o caso. No entanto, o delegado, apesar de reconhecer a legítima defesa, optou por autuar o morador pelo crime de homicídio e encaminhá-lo para audiência de custódia.



O assaltante foi identificado como Patrick de Oliveira (foto), de 19 anos.

Os dois homens entraram na casa e foram vistos pela mulher do morador, que já tinha acordado. Eles aproveitaram que o portão da residência estava aberto e invadiram o local. A mulher viu os dois ladrões e gritou alertando o marido sobre o assalto. Conforme a Polícia Civil, o marido estava no quarto, acordou, pegou um revólver calibre 38 e enfrentou um dos assaltantes.

O assaltante que estava armado foi baleado no coração, cambaleou por alguns metros e caiu na piscina, no quintal da residência. O outro assaltante, ao ver a reação do morador e depois de ouvir o disparo, fugiu e não foi encontrado pela polícia.

Créditos: G1

Destaque

Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Acidentes (677) Altamira (985) Anapu (48) Belo Monte (222) Belo Sun (13) Brasil (1731) Brasil Novo (639) Celebridades (85) Ciência (182) Cinema (70) Clima e Tempo (41) Curiosidades (822) Desaparecidos (10) Eleições (197) Esporte (73) Governo Federal (331) Ibama (57) Imprensa (112) Internet (366) Itaituba (170) Justiça (654) Marabá (39) Medicilândia (165) Mundo (799) Música (127) Norte Energia (186) Novo Repartimento (23) Pacajá (40) Pará (822) Placas (44) Polícia (2072) Política (1120) Porto de Moz (25) Religião (540) Rurópolis (70) Santarém (209) SBT (295) Souzel (35) Tecnologia (226) Televisão (357) Transamazônica (349) Tucuruí (45) Uruará (299) Vitória do Xingu (126)