Slideshow

Breaking News

Veja quem será o possível vice de Bolsonaro nas eleições 2018

O senador em questão afirmou para o jornal O Estado de S. Paulo possível vice-candidatura



O deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro, filiado recente ao partido Patriotas (antigo PEN - Partido Ecológico Nacional), está com uma forte pré-campanha para as eleições presidenciais de 2018, desde pelo menos o início desse ano. A campanha não parte só do conservador, mas também de seus seguidores, que têm forte presença nas mídias sociais e são em considerável número. Na verdade, pré-campanha tão forte pode complicar a situação do deputado com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tendo inclusive Gilmar Mendes, presidente do TSE, se manifestado quanto a situação, o atribuindo possíveis duras punições.


Apesar de ser um nome antigo na política, tendo 28 anos de carreira política, sendo 26 desses 28 anos na Câmara dos deputados, Bolsonaro será uma novidade na disputa presidencial, competindo com candidatos mais usuais, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva do PT (possivelmente, caso ele não seja condenado), o governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) e a senadora Marina Silva (Rede Sustentável-AC).


Além de carreira política, o deputado conta também com a carreira militar em seu currículo, sendo atualmente um militar reserva.

Bolsonaro é conhecido por suas polêmicas, envolvendo suas falas contra o politicamente correto, sua posição a favor da família tradicional, defesa do armamento da população, militarismo e entre outras coisas. E o vice do conservador não poderia ser diferente. A escolha ainda não é oficial, até porque a candidatura ainda nem pode ser lançada, mas o provável vice-presidente de Bolsonaro é um dos senadores mais polêmicos da política atual brasileira, #Magno Malta, do Partido da República (PR), eleito pelo estado do Espírito Santo (ES), exercendo a função desde o ano de 2003.


O senador Magno Malta é evangélico e tem forte atuação na defesa da família tradicional, assim como Jair Bolsonaro.

A escolha de um representante político evangélico condiz com a demanda dos eleitores de Bolsonaro, já que o conservador, apesar de ser católico, tem recebido grande apoio da igreja evangélica, já que uma das bases do conservadorismo é a moral cristã. Os dois políticos em questão são verdadeiras oposições à esquerda brasileira.

O senador Magno Malta confirmou a possibilidade de ser vice na chapa do deputado Bolsonaro para a presidência da República em 2018 em entrevista ao jornal ''O Estado de S. Paulo''.

Fonte: Blastingnews