Slideshow

Breaking News

Comando Ambiental tenta capturar sucuri que matou menino de 12 anos no RS

Moradores da cidade de Ipiranga do Sul já haviam alertado ao Comando Ambiental da Brigada Militar a presença de cobras de grande porte na região
Reprodução
O Corpo de Bombeiros Militar na cidade de Getúlio Vargas, no Norte do Rio Grande do Sul, pede que seja evitado o trânsito na área próxima ao Rio Teixeira, onde um menino de 12 anos se afogou no último domingo.

A orientação passou a ser dada após relatos de que uma cobra sucuri atacou o adolescente na água.


Comando Ambiental segue mobilizado para localizar e capturar a cobra, que matou o menino Guilherme da Silva, de 12 anos, na véspera de ano novo.


Segundo relatos, o adolescente entrou no rio para nadar com o irmão quando aconteceu o ataque. A cobra enrolou-se na vítima que se debateu antes de ser levado ao fundo da água. O irmão conseguiu escapar com vida.

Moradores encontraram o corpo do menino somente no dia seguinte. Guilherme teve ossos quebrados por pressão mecânica muito forte, conforme laudo da necropsia. Ele também ingeriu água durante o incidente.

O comandante Victor Hugo Cordeiro disse que a sucuri é espécie exótica para a fauna gaúcha, considerada agressiva e bastante eficiente. Moradores da cidade de Ipiranga do Sul já haviam alertado ao Comando Ambiental da Brigada Militar a presença de cobras de grande porte na região.


Por Jovem Pan *Informações do repórter Sandro Sauer