Quem é Óscar Pérez, o militar e ator que se rebelou contra Maduro

terça-feira, janeiro 16, 2018
Chefe de operações aéreas da Brigada de Ações Especiais morreu em operação, diz CNN
Óscar Pérez, piloto da Brigada de Ações Especiais da Venezuela - Reprodução
Não só funcionário da Brigada de Ações Especiais, corpo de elite da polícia científica da Venezuela, com 15 anos de experiência, mas até apelidado de Rambo venezuelano. Dado como morto após uma operação da polícia venezuelana, Óscar Pérez — capitão do helicóptero do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc) que sobrevoou o Tribunal Supremo e o Ministério do Interior e Justiça da Venezuela em junho em protesto contra o presidente Nicolás Maduro — também construiu carreira paralela como ator no país antes de ser considerado terrorista.


Chefe de operações aéreas da Brigada de Ações Especiais, Pérez, de 36 anos, também ficou conhecido como paraquedista e mergulhador, além de piloto de helicóptero. O presidente venezuelano denunciou sua ação contra prédios públicos de Caracas como um "ataque terrorista", e o acusou de ter lançado granadas contra as sedes de poder.
O piloto Óscar Pérez - Reprodução
Desde então, Pérez passou a viver na clandestinidade e, sete meses depois, a casa onde se abrigava foi alvo de uma grande operação de forças de segurança, que deixou mortos, feridos e detidos.

Em conta ativa no Instagram, ele publicava frequentemente fotografias e vídeos referentes a seus trabalhos militares.

— Sou um homem que sai à rua sem saber se vai voltar para casa, porque a morte faz parte da revolução — descreveu-se Pérez em 2015.


Em novembro de 2015, entrou em cartaz o filme "Morte suspensa", do diretor Óscar Rivas. No elenco, havia conhecidos atores locais e o desconhecido instrutor de pilotos, Pérez, que também trabalhou como coprodutor no longa-metragem. O filme contava a história de um sequestro, uma experiência que Rivas viveu muito de perto como investigador, até a resolução final: "Foi minha oportunidade mostrar na telona o trabalho que fazemos diariamente na polícia científica", disse o diretor no trailer do filme.
Cartaz do filme "Morte Suspensa", com o ator Oscar Pérez - Reprodução/Instagram
A obra não teve boa recepção na crítica local por parecer mais uma propaganda da corporação. O grande propósito de Pérez era mostrar as credenciais dos investigadores e sua preparação para resolver casos complicados. Ninguém duvidava deles, mas, na Venezuela, personagens de policiais incorruptíveis não têm muita credibilidade. A polícia científica venezuelana presumiu no passado ser uma das melhores do mundo, mas também sofreu com os golpes da crise.


No vídeo, Pérez deixava claro que continuaria a carreira como ator, com outras produções em mente. À margem de suas condições como ator, tem porte de modelo: magro, pele bronzeada, olhos verdes e sorriso branco. Na terça-feira, quando sobrevoou os prédios públicos, ficou claro que certos temas da ficção também podem se concretizar na vida real.
Óscar Pérez, chefe de operações aéreas da Brigada de Ações Especiais da Venezuela, de 36 anos, é visto com o rosto ensanguentado em vídeo (Social Media Website/Reuters)
— Estamos realizando uma ação aéreo-terrestre com o único fim de devolver o poder ao povo democrático, e assim cumprir e fazer serem cumpridas as leis, para restabelecer a ordem constitucional — dispara numa mensagem gravada com encapuzados armados atrás dele, na qual condena as ações do governo e a repressão de protestos por forças de segurança e paramilitares chavistas. — Este combate é com a impunidade deste governo nefasto. Contra a tirania, a morte de inocentes que lutam por seus direitos, a fome, a falta de saúde, o fanatismo. Temos duas opções: sermos julgados amanhã por nossas consciências e pelo povo, ou a partir de hoje nos livrarmos deste governo corrupto.

Óscar Pérez, piloto da Brigada de Ações Especiais da Venezuela, foi morto pelo ditador comunista Maduro
Óscar Pérez, piloto da Brigada de Ações Especiais da Venezuela, foi morto pelo ditador comunista Maduro
Publicado por Direita Brasil Novo em Terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Julgado ou não pelo povo, Pérez despertou o lado mais ríspido do governo: foi chamado de terrorista, subversivo e psicopata por Maduro e seus ministros.

As informações são de O Globo / Agências Internacionais
Inscreva-se no nosso canal do Youtube!

Veja Também

Foi divulgada nesta sexta-feira (16) pesquisa sobre intenções de votos feita pelo IBOPE Inteligência para as próximas eleições para o Governo do Pará

Foi divulgada nesta sexta-feira (16) pesquisa sobre intenções de votos feita pelo IBOPE Inteligência para as próximas eleições para o Governo do Pará, para o Senado Federal e para a Presidência da República. Em todas as três projeções para o Governo do Estado, Helder lidera as intenções dos eleitores. SAIBA MAIS NO LINK: www.tvcidadesbt.com.br/2018/02/helder-barbalho-lidera-em-3-cenarios.html

Publicado por TV Cidade SBT em Sábado, 17 de fevereiro de 2018
Acidentes (718) Altamira (1023) Anapu (53) Belo Monte (226) Belo Sun (14) Brasil (1820) Brasil Novo (666) Celebridades (94) Ciência (188) Cinema (71) Clima e Tempo (47) Curiosidades (930) Desaparecidos (13) Eleições (240) Esporte (76) Governo Federal (353) Ibama (57) Imprensa (114) Internet (400) Itaituba (181) Justiça (688) Marabá (41) Medicilândia (192) Mundo (838) Música (132) Norte Energia (187) Novo Repartimento (27) Pacajá (45) Pará (880) Placas (45) Polícia (2189) Política (1226) Porto de Moz (26) Religião (559) Rurópolis (71) Santarém (215) SBT (302) Souzel (37) Tecnologia (237) Televisão (370) Transamazônica (366) Tucuruí (51) Uruará (310) Vitória do Xingu (136)

Helder garante R$ 4,7 bilhões para o Pará

Segundo o ministro Helder,os recursos serão investidos até o ano de 2020 (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil) O Pará está às vésperas de ...