Slideshow

Breaking News

Ciúme excessivo motivou homem a atear fogo em porteiro no RJ, diz delegado

Jefferson Quintanilha teve 60% do corpo queimados e está em estado grave (Foto: Polícia Militar | Divulgação)
"Ele tem um ciúme excessivo da companheira", disse o delegado Leandro Aquino sobre o motivo de Marcelo Cavalcanti Gomes ter ateado fogo no porteiro Jefferson Quintanilha, de 23 anos. O suspeito se entregou à polícia no fim da noite desta quinta (21). O crime aconteceu em Teresópolis, Região Serrana do Rio, no condomínio onde a vítima e o agressor moram.



"Por uma conjugação de fatores, ele acreditou que a vítima, o Jefferson, estaria tendo um caso com a companheira dele e que esse caso teria se consumado dentro da casa que ele vivia com ela", afirmou o delegado responsável pelo caso, investigado na 110ª Delegacia de Polícia.

Ainda segundo o delegado, o suspeito vai responder pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado e crime de incêndio. A pena pode chegar a mais de 40 anos de prisão.


Fonte: G1

Nenhum comentário