Slideshow

Breaking News

Maconha deixa efeitos no cérebro mesmo quando pessoa não está fumando

O uso regular de maconha pode deixar você com um cérebro “ligadão” mesmo sem fumar. A afirmação foi feita por pesquisadores da Universidade do Texas, em Dallas, e publicada no periódico NeuroImage.

O uso regular de maconha deixa marcas no cérebro, mesmo quando você está sóbrio
Imagem: Istock
Os pesquisadores usaram um eletroencefalograma para monitorar a atividade cerebral de 38 voluntários (17 usuários regulares de maconha e 21 não usuários) quando estavam em um estado de repouso.



Este é aparentemente o primeiro experimento para medir ondas cerebrais em usuários que fumam maconha quando eles não estão envolvidos em uma tarefa.

Os resultados mostram que sim, o uso regular de maconha deixa marcas no cérebro, mesmo quando você está sóbrio. Especificamente, eles descobriram que podem aumentar a atividade cortical e a conectividade, apoiando outros estudos que mostraram que o tabagismo crônico aumenta as conexões entre as diferentes regiões do cérebro.

Enquanto o uso de maconha foi associado com maior atividade das ondas teta, beta e gama, ele também estava ligado à diminuição da atividade das ondas delta. As ondas delta são as ondas de alta amplitude e baixa frequência associadas ao sono profundo e sem sonhos, ao passo que as ondas teta, beta e gama são todas menores em amplitude e mais altas em frequência que as ondas delta e, portanto, associadas a um cérebro em estado de mais alerta.

Essas mudanças na atividade neural podem estar relacionadas a algumas das deficiências cognitivas associadas ao uso de maconha, disse Shikha Prashad, principal autor.

"Nós coletamos informações sobre o tempo desde o último uso, que variou de 12 a 60 horas, e não encontramos associações com a atividade neural, indicando que os efeitos provavelmente estavam relacionados ao uso contínuo de cannabis, mas isso deve ser verificado", conclui.


Fonte: Viva Bem

Nenhum comentário