Slideshow

Breaking News

Vereadores gastam verba pública em boate de strip e alegam que usaram para 'alimentação'

(Foto: Divulgação)
Três vereadores da cidade de Guarujá, em São Paulo, são acusados de utilizar dinheiro público em uma boate de luxo com shows de strip em Brasília, no Distrito Federal, durante uma viagem. As informações são do Tribunal de Contas do Estado.

Segundo as informações do TCE de São Paulo, foram gastos pelos políticos R$ 440 dentro de uma casa noturna, em 2015. Os envolvidos são os vereadores Mário Lúcio da Conceição, Walter dos Santos e Givaldo do Açougue.


Curte nossa página no Facebook e fique atualizado!

A boate escolhida pelos políticos foi a Apple's Night Club durante viagem a Brasília em 14 de abril de 2015. O ingresso masculino no local custa R$ 150.

O site da boate anuncia apresentações com modelos de revista e TV, além de atrações no palco como striptease, atendimento VIP Service, cardápio variado e American Bar. O pórtal diz que oferece aos clientes 'lindas mulheres' e os melhores shows de Brasília.

O relatório do TCE apontou que "assim, haja vista as atividades realizadas pela 'Apple's', entendemos que não ficou evidenciada a finalidade pública das despesas, sendo tais gastos ilegítimos e passíveis de devolução".



Durante o julgamento do TCE, Ronaldo Luiz Nicolaci Fincatti, presidente da Câmara em exercício em 2015, fez sua defesa, alegando que "uma comissão de vereadores foi para uma missão em Brasília e apresentou a nota de uma casa noturna 'não muito lícita', onde dizem haver movimentos de prostituição”.

“Os documentos foram analisados pelo departamento financeiro e passou porque está dentro da legalidade. Não está certa dentro da moralidade. Quando tomamos conhecimento, providências foram tomadas e não houve mais esse tipo de caso", continuou o presidente da Câmara.

Em nenhum momento, de acordo com esses três vereadores, houve qualquer passagem, muito menos ocorrido dispêndios de verbas públicas em casas noturnas, ou estabelecimentos similares. Os gastos efetuados, segundo eles, foram feitos exclusivamente para alimentação do grupo, no estabelecimento que serve refeições.


(Com informações do Portal do Holanda)

Nenhum comentário