Slideshow

Breaking News

Bolsonaro defende zero Imposto de Renda para quem ganha até 5 salários mínimos

Candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro concedeu 1ª entrevista após atentado ocorrido no início do mês

Reprodução
O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, concedeu a 1ª entrevista gravada em vídeo após o atentado que sofreu durante ato de campanha eleitoral em Juiz de Fora, Minas Gerais, em 6 de setembro de 2018.

A conversa foi com o jornalista Augusto Nunes, da Rádio Joven Pan, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde o político deve permanecer até o próximo dia 31.


Bolsonaro falou sobre a proposta de alíquota única de Imposto de Renda. A ideia foi defendida pelo coordenador econômico da campanha, Paulo Guedes.

O candidato afirmou que a faixa de isenção seria 5 salários mínimos –ninguém pagaria imposto até esse limite. Ele abriu a possibilidade de que sejam criadas faixas intermediárias diferentes. Mas poderia ser também uma alíquota de 20% apenas para todas as demais faixas salariais.

Bolsonaro admite que a proposta, que ainda pode ser alterada, levaria a União a perder arrecadação, mas que daria 1 impulso na economia. “Quero que a União arrecade menos”, afirmou.



Questionado sobre as críticas de que, se eleito presidente, será 1 risco à democracia, Bolsonaro negou que suas declarações possam ter contribuído para uma radicalização do cenário político.

“Esses caras falam que eu sou 1 risco para a democracia, mas, na verdade, eu sou 1 risco aos esquemas deles. Não vai ter mais indicação para BNDES, Banco do Brasil, Caixa Econômica, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste com esse critério”, disse.

De acordo com o candidato, ele não vai permitir que as instituições sejam usadas em causa própria. “Isso vai deixar de existir. O exemplo mais claro foi o BNDES. Todo mundo sabe o que aconteceu. Então eu sou 1 risco àqueles que vivem pendurados em estatais do governo”, afirmou.

Eis a íntegra da entrevista de Bolsonaro:


Fonte: site Poder 360

Nenhum comentário