Slideshow

Breaking News

Bolsonaro tem 33% dos votos e Haddad salta para 16% em nova pesquisa

Henrique Barreto/Futura PressMais
O presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, lidera as intenções de votos tanto em cenário espontâneo quanto no estimulado, com mais de 30% nos dois levantamentos, em nova pesquisa FSB/BTG, divulgada na manhã desta segunda-feira (17). A enquete também aponta um crescimento do candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad, que assumiu a vaga do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após este ter a candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Na intenção de voto estimulada, quando são fornecidos nomes dos candidatos aos entrevistados, Bolsonaro apresenta 33% da preferência do eleitorado, seguido de Haddad (16%) e Ciro Gomes/PDT (14%). Atrás, seguem Geraldo Alckmin/PSDB (6%), Marina Silva/Rede (5%), João Amoêdo/Novo (4%), Alvaro Dias/Podemos (2%), Henrique Meirelles (2%)/MDB e Cabo Daciolo/Patriota (1%). Os eleitores declararam que não devem votar em nenhum dos candidatos somam 9%, enquanto votos brancos e nulos representam 2%. Ao menos 4% não sabem em quem votar e 1% optaram por não responder.


No cenário espontâneo, quando o nome dos candidatos é citado sem que nenhum nome seja fornecido, Bolsonaro lidera com 30% das intenções de votos, seguido por Haddad (12%), Ciro Gomes (8%) e Lula (6%). O candidato do Novo, João Amoêdo, soma 3%, enquanto Alckmin e Marina apresentam 2% cada. Ao menos 19% não sabem em quem votar e 8% declararam que não devem votar em nenhum candidato.

Bolsonaro subiu quatro pontos percentuais, no cenário espontâneo, em relação ao último levantamento FSB/BTG, divulgado em 10/9. O maior crescimento foi de Haddad, no entanto, que passou de 3% para 12%; Alckmin e Marina caíram de 3% para 2%.

Já no cenário estimulado, Haddad apresentou um salto de 8% para 16% em relação à última pesquisa. O apoio de Lula teve sua parcela na transferência de votos: ao menos 30% disseram que votariam “com certeza” no novo nome do PT por se tratar de uma indicação do ex-presidente; 11% declararam que “poderiam votar”, enquanto 57% não votariam de jeito nenhum.

Entre os entrevistados que declararam voto em Bolsonaro, 82% afirmaram se tratar de uma decisão definitiva. Haddad tem 81% da certeza de voto do eleitorado, seguido por João Amoêdo (73%).

O Instituto FSB Pesquisa entrevistou, por telefone, 2 mil eleitores nas 27 Unidades da Federação (Ufs) entre os dias 15 e 16 de setembro. A margem de erro no total da amostra é de dois pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%. O levantamento foi registrado no TSE com o número BR-06478/2018.


Fonte: Yahoo

Nenhum comentário