Slideshow

Breaking News

PROPRIEDADE DO PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE MEDICILÂNDIA É INVADIDA POR BANDIDOS


Na madrugada desta quarta-feira (12), a polícia militar de Medicilândia foi acionada para atender uma ocorrência no travessão do Km 85 sul, onde, dois homens armados teriam invadiram uma prioridade que pertence ao presidente da Câmara de Vereadores do município, vereador Cléder Barth do PTB.


Segundo o próprio parlamentar, eram dois criminosos que chegaram em sua residência por volta das 02:00 horas da manhã, ambos foram interceptados pelo segurança do local que reagiu logo ao perceber a presença dos dois homens, e nesse momento os criminosos atiraram contra a residência da vítima. O pai do vereador que mora numa residência próxima, ao ouvir os tiros também reagiu.


Os homens que não conseguiram entrar na casa e nem extrair nenhum objeto da propriedade fugiram por uma área de mata, e não forma mais vistos.


Nas primeiras horas desta quarta-feira, logo após o atentado, o vereador Cléder Barth, ainda abalado por ter mais uma vez vivido tal situação, disparou uma nota, em que repudia veementemente a ação, pede mais segurança e clama por justiça.

NOTA

"A polícia esteve na propriedade, fez rondas, porém não conseguiu capturar os criminosos, que segundo o próprio vereador, fugiram por uma área de pastagem.

O vereador disse em sua página numa rede social, que teme pela sua vida e de seus familiares, porque mesmo após um ano de outros atentados sofridos, nada foi feito até o momento, para que os criminosos fossem identificados e punidos.

Essa já é a quarta vez que a prioridade do vereador é invadida, no ano passado em uma ação de criminosos, o carro que pertencia a família, foi incendiado na frente da residência.

Todas as ações acontecem durante a noite, horário escolhido pelos criminosos para não serem reconhecidos.

Ainda no ano passado o vereador recebeu apoio de outros legisladores que se solidarizaram com o parlamentar, por acreditarem que a violência, não leva a nada, o ódio não leva a nada.

Os atos de violência contra políticos no estado do Pará tem aumentado nos últimos anos, somente no ano passado dois prefeitos foram mortos.

Por conta dos sucessivos casos e dos atentados sofridos, o vereador pediu ajuda do estado para que o estado fizesse uma intervenção no caso através da SEGUP, Secretaria de Segurança Pública, para identificar e punir os possíveis suspeitos.

Na ação desta madrugada, ninguém ficou ferido, mas as marcas da violência de novo ficaram nas paredes de uma residência e na vida de pessoas que não esquecerão os momentos de terror que viveram e fizeram desta madrugada, mais um capítulo triste na vida do vereador.

Nesse momento o vereador encontra-se na Delegacia de Polícia Civil prestando depoimento e registrando mais um boletim de ocorrência".


Por Renan Bezerra com atualizações de Edlene Gonçalves

Nenhum comentário